quarta-feira, 31 de agosto de 2005

Coitados!...
(clique com o mouse para aumentar a imagem)
Posted by Picasa

segunda-feira, 29 de agosto de 2005

Tratamento comeopático...
Posted by Picasa
DE PEQUENINO...

No berçário, o menininho assedia a menininha:
- Olá, vens sempre aqui?
- Só quando nasço!
- Eu também!
E pouco depois:
- Eu sou um menino!
- Como é que sabes?
- Espera só que a enfermeira saia que eu já te mostro.
Assim que a enfermeira sai:
- Pronto, ela já saiu – diz a menina. – Diz-me como descobriste que és um menino!
O menino levanta o lençol e diz:
- Olha aqui para baixo...
- Estou a olhar. O que é que tem?
- Estás a ver o meu sapatinho? É azul!
CURIOSIDADE

Se quiserem fazer filmes legendados para enviar a amigos...
... Visitem este site: http://www.dfilm.com/.
É em inglês, mas legendas podem ser em português desde que não se utilizem acentos nem cedilhas...

sexta-feira, 26 de agosto de 2005

Pode fazer zoom da imagem, cliquando com o rato.
Posted by Picasa

quinta-feira, 25 de agosto de 2005

SUDOKU

Para quem goste deste passatempo, aqui fica mais um site (muito bom) para jogar on-line.
Tem vários níveis, desde o mais primário até ao mais difícil:

http://arenaig.ig.com.br/jogos/sudoku/
PIADAS NADA CATÓLICAS MAS... PORQUE TÊM MESMO PIADA, AQUI FICAM...

Um jovem vai à igreja confessar-se:
- Padre, eu toquei nos seios da minha namorada.
- Você tocou por cima ou por baixo da blusa dela?
- Foi por cima da blusa dela, padre.
- Mas é mesmo parvo! Por baixo da blusa, a penitência é a mesma!

O velho acaba de morrer. O padre encomenda o corpo e se rasga em elogios:
- O finado era um óptimo marido, um excelente cristão, um pai exemplar!!...A viúva vira-se para um dos filhos e diz-lhe ao ouvido:- Vai até ao caixão e vê se é mesmo o teu pai que está lá dentro...
Na hora do almoço, a madre superiora anuncia:
- Irmãs, hoje teremos bananas à sobremesa!
- Ehhhhhhhhh!
Vibram as freiras.
- Em rodelas!E as freiras, decepcionadas:- Ahhhhhhhhh!!...
O paciente está na capital para um exame periódico de saúde.
- Você bebe?
- Dois ou três copos de vinho pela manhã, um uisquinho à noite...
- Fuma?
- Dois charutos por dia.
- E sexo?
- Duas ou três vezes por mês.
- Só? Com a sua idade e a sua saúde, era para ser duas ou três vezes por semana.
- Sabe como é, né, doutor? Se eu fosse bispo na capital até que dava, mas numa diocese pequena, no interior...

A freira vai ao médico:
- Doutor, tenho um ataque de soluços, que não me deixa viver. Não durmo, não como, e dói-me o corpo de tanto movimento compulsivo involuntário.
- Tenha calma, irmã, que vou examiná-la.
Ele a examina e diz:
- Irmã, a senhora está grávida.A freira se levanta e sai correndo do consultório, com cara de pânico.
Uma hora depois o médico recebe uma chamada da madre superiora do convento:
- Doutor, o que o senhor disse para a irmã Cármen?
- Cara madre superiora, como ela tinha uma forte crise de soluços, eu disse que ela estava grávida. Espero que com o susto ela tenha parado de soluçar!
- Sim, a irmã Cármen parou de soluçar, mas o padre Paulo pulou da torre da igreja!

Um padre está em missão em pleno pantanal mato-grossense, quando surge uma grande onça faminta.
A fera lambe os lábios e prepara para «se alimentar».
O padre se ajoelha e diz:
- Ó Senhor, incute nesta fera sentimentos cristãos!E a onça:- Senhor, abençoai o alimento que vou comer!- Padre, ontem eu dormi com meu namorado.
- Mas isso é pecado, e pecado mortal, minha filha. Reza cinco Pais-nossos de penitência.
A jovem fica mais algum tempo ajoelhada, pensa um pouco e depois pergunta:
- Padre, e se eu rezar dez Pais-nossos? Será que posso dormir com ele hoje de novo?
Um burro morreu em frente da Igreja e, como uma semana depois, o corpo ainda estava lá, o padre resolveu reclamar com o Prefeito.
- Prefeito, tem um burro morto na frente da Igreja há quase uma semana!E o Prefeito, grande adversário político do padre, alfinetou:- Mas Padre, não é o senhor que tem a obrigação de cuidar dos mortos?
- Sim, sou eu! Mas também é minha obrigação avisar os parentes!

O padre vai à prisão, dar a última bênção ao preso, minutos antes da execução.
- Vim lhe trazer a palavra de Deus...
- Precisa não, padre! Daqui a pouco eu vou estar pessoalmente com Ele.

De noite, o padre passa perto dum cemitério e apanha o maior susto quando escuta:
- Hum, hum, hum!O padre pára, reza um Pai-nosso, faz o sinal da cruz, enche-se de coragem e pergunta:- Do que é que essa pobre alma está precisando?
- De papel higiénico!

quarta-feira, 24 de agosto de 2005

terça-feira, 23 de agosto de 2005

HUMOR NEGRO
 
A professora mandou os alunos escreverem uma redacção que terminasse com: "Mãe... Só há uma".

No dia seguinte, ela chama o Renatinho para ler a sua e o garoto começa:
Eu estava doentinho, espirrando, tossindo, febril, não conseguia comer nada, não podia brincar, nem ir à escola. Aí, de noite, a minha mãe esfregou Vick Vaporub no meu peitinho, me deu um leitinho quente com um comprimidinho, me cobriu, eu dormi e, no dia seguinte acordei bonzinho e feliz.
"Mãe...... Só há uma."

A classe toda aplaudiu, a professora elogiou e deu dez para Renatinho.

Chamou o Giovani, que começou logo a ler a dele:
Eu tinha prova de Conhecimentos Gerais no dia seguinte, não sabia nada, não conseguia decorar nada, comecei a chorar, achando que ia apanhar um zero. Aí a minha mãe sentou-se ao meu lado, pegou no livro, me explicou tudo direitinho e eu fui dormir sossegado.
Quando acordei senti que sabia tudo, vim à escola. Fiz a prova e apanhei 10.
"Mãe...... Só há uma".
A classe, emocionada, aplaudiu Giovani. A professora deu-lhe também 10.

Desta vez chamou o Wandergleidson Jackson Júnior e ele leu:
Cheguei no barraco. Minha mãe, que estava na cama com um cara que nem conheço, diferente do cara da semana passada, gritou para mim:
Wandergleidson Júnior, seu filho da puta, vai já à geladeira e traz duas cervejas. Aí eu abri a geladeira, olhei lá para dentro e gritei para ela: "Mãe...... Só há uma."

segunda-feira, 22 de agosto de 2005

SUDOKU - Este passatempo está na moda. Tal como acontecia com as palavras cruzadas, é raro o jornal ou revista que não o publica. Apesar da presença de algarismos, não tem nada a ver com matemática. Trata-se simplesmente dum jogo de observação e raciocínio.
Se quiser jogar online, visite este site: http://www.miniclip.com/sudoku/sudoku.htm . Também poderá imprimir os problemas e resolvê-los depois mais tranquilamento sem a pressão do contador de minutos/segundos.
Posted by Picasa

quarta-feira, 17 de agosto de 2005

ESTE VERÃO



Sob a linha do horizonte,
Que separa o céu azul
Do mar esverdeado,
Cada onda é um cavalo
(ou um bisonte?)
Obedecendo ao mando
De um deus irado.

Corcéis brancos sobre as águas,
Trotando em direcção do areal,
Trazem na garupa muitas mágoas
E na alma Hiroximas sem igual.

À sua espera, coisas mais singelas:
Biquinis em corpos tatuados,
Calções tapando ventres volumosos,
Uns e outros luzidios e bronzeados
Mesmo os que são menos formosos.

Assim foram escorrendo
Os dias deste Verão,
Entre o oiro da areia
E o verde-mar.
Bendita seja a solidão
Tão necessária para poder sonhar!
Posted by Picasa

VILA DE BORBA
(quadras)


Se Borba for visitar,
Visite templos antigos:
- Mesmo que não vá rezar,
Lá encontrará amigos.


Ia a passear, perdido...
...Foi o acaso que quis:
Encontrei-me recolhido
Na bela Igreja Matriz.


Se vais à Fonte das Bicas
E não estás apaixonado,
Das moças de Borba ficas
Para sempre enamorado...


Em Borba fui passear,
No Castelo a jura fiz:
- Para sempre te amar
Do jeito que sempre quis!


Um «Borba» eu vou provar
Mas de forma moderada...
...Quero uma pinga levar
Para a minha apaixonada!



Gabriel de Sousa

Posted by Picasa

PÓ-DE-ARROZ
(quadras)


1

Quem na tua cara pôs
Um beijo humedecido,
Transformou o pó-de-arroz
Num doce apetecido!


2

Com arroz, ovos, canela
Faz-se um doce bem famoso.
Pó-de-arroz em mulher bela
Torna o rosto mais formoso!



Gabriel de Sousa

Posted by Picasa

Tu que tanto prometeste
Enquanto nada podias,
Hoje que podes – esqueceste
Tudo quanto prometias...
António Aleixo



ELEIÇÕES



Tem cuidado com o Povo
Agora que já venceste
Matas o pinto no ovo
Tu que tanto prometeste

Tudo bom ias fazer
«Maldades» tu não farias
Este era teu «querer»
Enquanto nada podias

Tu nunca irás repetir
A forma como venceste
Tu já nos estás a trair
Hoje que podes – esqueceste

Só se não houver vergonha
Governarás muitos dias
Afinal era só ronha
Tudo quanto prometias...



Gabriel de Sousa

Posted by Picasa

terça-feira, 16 de agosto de 2005

Onde se prova que há anti-benfiquistas primários...
Posted by Picasa

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...