domingo, 30 de novembro de 2014

30 DE NOVEMBRO - MIÚCHA

EFEMÉRIDEMiúcha, de seu verdadeiro nome Heloísa Maria Buarque de Hollanda, cantora e compositora brasileira, nasceu no Rio de Janeiro em 30 de Novembro de 1937.
É filha de Sérgio Buarque de Hollanda, historiador e jornalista brasileiro, e de Maria Amélia Cesário Alvim, pintora e pianista. É irmã do cantor e compositor Chico Buarque e das também cantoras Ana de Hollanda e Cristina Buarque. É mãe da cantora Bebel Gilberto, fruto de seu casamento (já desfeito) com o compositor João Gilberto.
A família fixou-se em São Paulo quando ela tinha apenas 8 anos. Ainda criança, formou um conjunto vocal com os irmãos. Em 1960, mudou-se para Paris, onde estudou História da Arte na École du Louvre. Em viagem de férias, fez uma excursão com alguns amigos pela Grécia, Itália e França. Em Roma, no bar La Candelária, conheceu a cantora chilena Violeta Parra, que lhe apresentou o cantor baiano João Gilberto, com quem viria a casar.
Em 1975, fez a sua primeira gravação profissional com o disco “The Best of Two Worlds”, em parceria com João Gilberto e Stan Getz. Após este lançamento, Miúcha foi parceira de Tom Jobim em dois discos (1977 e 1979) e fez parte de um espectáculo organizado por Aloysio de Oliveira juntamente com Vinicius de Moraes, Tom Jobim e Toquinho. O espectáculo ficou em cartaz durante um ano, no Canecão, Rio de Janeiro, seguindo depois para apresentações internacionais na América do Sul e na Europa. Este show deu origem ao disco “Tom, Vinicius, Toquinho e Miúcha” gravado ao vivo no Canecão em 1977. Miúcha gravou treze discos entre 1977 e 2008. 

sábado, 29 de novembro de 2014

29 DE NOVEMBRO - MARIO MONICELLI

EFEMÉRIDEMario Monicelli, guionista e realizador de cinema italiano, morreu em Roma no dia 29 de Novembro de 2010. Nascera na mesma cidade em 16 de Maio de 1915. Em Viareggio, onde morava, vivenciou a efervescência cultural que ali vigorou na década de 1930.
Frequentou o Liceu Clássico Giosuè Carducci, formando-se depois em História e Filosofia nas Universidades de Pisa e de Milão. Ingressou no cinema graças ao seu amigo Giacomo Forzano, filho do comediógrafo Giovacchino Forzano, fundador de um estúdio cinematográfico, com o nome de Pisorno – uma curiosa junção do nome de duas cidades rivais: Pisa e Livorno.
Juntamente com Alberto Mondadori, amigo e colaborador, realizou – em 1934 – a curta-metragem “Cuore rivelatore”, à qual se seguiu, no mesmo ano, a média-metragem “I ragazzi della via Paal”, apresentada e premiada em Veneza. Depois, sob o pseudónimo de Michele Badiek, realizou em 1937 a sua primeira longa-metragem “Pioggia d'estate”.
Teve em seguida uma prolífica actividade, colaborando de várias formas e com vários realizadores em mais de quatro dezenas de filmes.
Em 1953, iniciou verdadeiramente a sua carreira a solo, vindo a contribuir de forma definitiva para a filmografia italiana do pós-guerra e merecendo um lugar de destaque no cinema italiano.
I soliti ignoti”, de 1958, com um elenco especial composto por Vittorio Gassman, Marcello Mastroianni, Totò e Claudia Cardinale, é considerado como o primeiro filme da commedia all'italiana. No ano seguinte, “La grande guerra” ganhou o Leão de Ouro do Festival Internacional de Cinema de Veneza, rendendo ainda uma primeira nomeação para os Oscars. A segunda nomeação viria, em 1963, com “I compagni”.
Trabalhou com os maiores actores de Itália, como Totò, Aldo Fabrizi, Vittorio De Sica, Sophia Loren, Marcello Mastroianni, Vittorio Gassman, Ugo Tognazzi, Anna Magnani, Alberto Sordi, Nino Manfredi e Monica Vitti, entre outros.
Recebeu, entre outros prémios, dois Leões de Ouro em Festivais de Veneza (1959 e 1991), tendo sido considerado o Melhor Realizador em três edições do Festival de Berlim (1957, 1976 e 1981).
Internado no Hospital San Giovanni, em Roma, devido a um cancro na próstata em fase terminal, suicidou-se, atirando-se da janela do seu quarto. Tinha 95 anos de idade. 

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

28 DE NOVEMBRO - MIGUEL DE ALMEIDA

EFEMÉRIDEMiguel de Almeida, senhor do Sardoal, um dos quarenta conjurados com papel preponderante na Restauração da Independência do Reino de Portugal e do Algarve em 1640, morreu no dia 28 de Novembro de 1650. Nascera em 1560. Pertencia à Casa de Abrantes, sendo o 4º conde de Abrantes.
Depois de ter feito parte do principal comando da operação que acabou com o domínio espanhol, foi chamado pelo rei D. João IV para ser vedor da Fazenda do reino, mestrados e ilhas. Em Janeiro de 1641; passou a fazer parte do Conselho do rei. Ocupou também o lugar de mordomo-mor da rainha D. Luísa de Gusmão. Por essa época, recebeu o título de conde de Abrantes, sucedendo ao seu primo D. Lopo de Almeida.
Na Restauração da Independência de Portugal, nome pelo qual ficou conhecida a Revolução do 1º de Dezembro, participou no assalto ao Paço da Ribeira, encarregando-se de dar o sinal para a revolta com um tiro de pistola, tendo mais tarde aclamado D. João IV como rei.
A sua presença nestes eventos consta no “Auto do Levantamento e Juramento d' El-Rei Dom João IV” datado de 15 de Dezembro de 1640.
Faleceu sem deixar descendência, tendo sido sepultado na Capela de São Roque, na Igreja do Convento do Carmo, em Lisboa.
Era filho de D. Diogo de Almeida, comendador de Pensalvos, e de D. Leonor Coutinho. Era casado com Mariana de Castro, filha de Miguel de Moura Teles, alcaide-mor de Muge, e de Maria de Castro.

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

27 DE NOVEMBRO - ALEXANDRE DUMAS filho

EFEMÉRIDEAlexandre Dumas filho, escritor francês que seguiu as pisadas do pai, tornando-se igualmente um conceituado autor de romances e peças de teatro, morreu em Marly-le-Roi, Yvelines, em 27 de Novembro de 1895. Nascera em Paris no dia 27 de Julho de 1824.
Era filho ilegítimo de Marie-Catherine Labay, uma costureira, e do romancista Alexandre Dumas. Só mais tarde o pai o legitimou, assegurando-lhe uma boa educação na Instituição Goubaux e no Colégio Bourbon. As leis daquela época permitiram que Dumas tirasse o filho de junto da mãe. O sofrimento da sua progenitora inspirou o filho a escrever vários livros sobre vidas trágicas de personagens femininas. Em quase todos os seus escritos, enfatizou o propósito moral da sua literatura e na sua peça de 1858, “O Filho Natural”, expôs a teoria de que «se alguém traz ilegitimamente um filho ao mundo, tem a obrigação de o legalizar e casar com a mulher».
Em 1844, mudou-se para Saint-Germain-en-Laye, onde conheceu Marie Duplessis, uma jovem cortesã que lhe serviu de inspiração para o romance “A Dama das Camélias”, um dos seus livros mais conhecidos e que seria depois interpretado, na versão adaptada ao teatro, pela célebre actriz Sarah Bernhardt. Este romance serviu também de base para a ópera “La Traviata” de Giuseppe Verdi.
Em 1864, Alexandre Dumas filho casou-se com Nadejda Narychkine, com quem teve duas filhas. Após o falecimento dela, casou-se com Heriette Régnier.
Dumas filho escreveu cerca de 16 romances, 19 peças de teatro e 2 ensaios. Em 1867, publicou o seu semi-autobiográfico romance, “L'affaire Clémenceau”, considerado por muitos como uma das suas melhores obras. Em 1874, foi admitido na Académie française. Foi galardoado com a Legião de Honra

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

26 DE NOVEMBRO - MAURICE "MAC" McDONALD

EFEMÉRIDEMaurice “Mac” McDonald, pioneiro americano do fast-food, juntamente com o pai e o irmão, nasceu em Manchester, Nova Hampshire, no dia 26 de Novembro de 1902. Morreu em Riverside, Califórnia, em 11 de Dezembro de 1971. A família era de origem irlandesa.
Em 1937, abriram o restaurante Airdome na Estrada 66, perto do aeroporto de Monrovia na Califórnia. Três anos depois, o restaurante foi deslocado para 64 km a leste de San Bernardino e rebaptizado. Nascia assim o primeiro restaurante da rede McDonald's. Entre 1953 e 1961, foi franchisada uma dezena de outros restaurantes, que eram construídos segundo um modelo standard criado pelo arquitecto Stanley Clark Meston.
Em 1954, tinham-se associado com o empresário Ray Kroc para tentar desenvolver um verdadeiro império da restauração. Em 1961, venderam-lhe a sociedade por 2,7 milhões de dólares, ultrapassando desta forma o objectivo que se tinham fixado de ganhar um milhão de dólares. 

sábado, 22 de novembro de 2014

BROA DE AVINTES

BROA DE AVINTES – 2014

I
Eu casei com a padeira
Por interesse, está visto:
- Minha boca é a primeira
A provar o seu petisco.

II
Se broa rima com boa
E Avintes com requintes,
Tens de me trazer a broa
Quando voltares de Avintes!

III
Padeira com ar gingão
Levava a broa à barqueira,
Que com toda a devoção
Rumava para a Ribeira.

IV
As belas broas d’Avintes
São feitas com muito amor.
O paladar tem requintes,
O centeio dá-lhe a cor.

V
Com rezas e rituais
E muita dedicação,
Transformam os cereais
Numa broa de eleição!


Gabriel de Sousa

GEORGE BRASSENS - Les copains d'abord


sexta-feira, 21 de novembro de 2014

domingo, 16 de novembro de 2014

TEUS PERGAMINHOS (glosa de quadra)


«Ó Borba teus pergaminhos
São selos de garantia
Que tu és a mãe dos vinhos
E também a da poesia.»
José Miranda

TEUS PERGAMINHOS
(glosa)

Princesa do Alentejo,
És a rainha dos vinhos.
Ao olhar p’ra ti, eu vejo
Ó Borba teus pergaminhos.

Belo dia vou passar,
Com boa gastronomia.
Os doces para acabar
São selos de garantia.

E como acompanhamento,
Os tintos e os branquinhos,
Relembrando no momento
Que tu és a mãe dos vinhos.

Gostava de aqui viver
E sentir no dia-a-dia,
Que és mestra a receber
E também a da poesia!

Gabriel de Sousa

BELO TANGO - Roxana Suarez & Sebastian Achaval

domingo, 9 de novembro de 2014

sábado, 1 de novembro de 2014

EFEMÉRIDES

Em virtude de doença grave de um familiar, interrompo por alguns dias a publicação das EFEMÉRIDES. Voltarei o mais brevemente possível.  

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...