sábado, 29 de novembro de 2014

29 DE NOVEMBRO - MARIO MONICELLI

EFEMÉRIDEMario Monicelli, guionista e realizador de cinema italiano, morreu em Roma no dia 29 de Novembro de 2010. Nascera na mesma cidade em 16 de Maio de 1915. Em Viareggio, onde morava, vivenciou a efervescência cultural que ali vigorou na década de 1930.
Frequentou o Liceu Clássico Giosuè Carducci, formando-se depois em História e Filosofia nas Universidades de Pisa e de Milão. Ingressou no cinema graças ao seu amigo Giacomo Forzano, filho do comediógrafo Giovacchino Forzano, fundador de um estúdio cinematográfico, com o nome de Pisorno – uma curiosa junção do nome de duas cidades rivais: Pisa e Livorno.
Juntamente com Alberto Mondadori, amigo e colaborador, realizou – em 1934 – a curta-metragem “Cuore rivelatore”, à qual se seguiu, no mesmo ano, a média-metragem “I ragazzi della via Paal”, apresentada e premiada em Veneza. Depois, sob o pseudónimo de Michele Badiek, realizou em 1937 a sua primeira longa-metragem “Pioggia d'estate”.
Teve em seguida uma prolífica actividade, colaborando de várias formas e com vários realizadores em mais de quatro dezenas de filmes.
Em 1953, iniciou verdadeiramente a sua carreira a solo, vindo a contribuir de forma definitiva para a filmografia italiana do pós-guerra e merecendo um lugar de destaque no cinema italiano.
I soliti ignoti”, de 1958, com um elenco especial composto por Vittorio Gassman, Marcello Mastroianni, Totò e Claudia Cardinale, é considerado como o primeiro filme da commedia all'italiana. No ano seguinte, “La grande guerra” ganhou o Leão de Ouro do Festival Internacional de Cinema de Veneza, rendendo ainda uma primeira nomeação para os Oscars. A segunda nomeação viria, em 1963, com “I compagni”.
Trabalhou com os maiores actores de Itália, como Totò, Aldo Fabrizi, Vittorio De Sica, Sophia Loren, Marcello Mastroianni, Vittorio Gassman, Ugo Tognazzi, Anna Magnani, Alberto Sordi, Nino Manfredi e Monica Vitti, entre outros.
Recebeu, entre outros prémios, dois Leões de Ouro em Festivais de Veneza (1959 e 1991), tendo sido considerado o Melhor Realizador em três edições do Festival de Berlim (1957, 1976 e 1981).
Internado no Hospital San Giovanni, em Roma, devido a um cancro na próstata em fase terminal, suicidou-se, atirando-se da janela do seu quarto. Tinha 95 anos de idade. 

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...