sábado, 22 de novembro de 2014

BROA DE AVINTES

BROA DE AVINTES – 2014

I
Eu casei com a padeira
Por interesse, está visto:
- Minha boca é a primeira
A provar o seu petisco.

II
Se broa rima com boa
E Avintes com requintes,
Tens de me trazer a broa
Quando voltares de Avintes!

III
Padeira com ar gingão
Levava a broa à barqueira,
Que com toda a devoção
Rumava para a Ribeira.

IV
As belas broas d’Avintes
São feitas com muito amor.
O paladar tem requintes,
O centeio dá-lhe a cor.

V
Com rezas e rituais
E muita dedicação,
Transformam os cereais
Numa broa de eleição!


Gabriel de Sousa

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...