segunda-feira, 15 de julho de 2013

15 DE JULHO - HENRIQUE ERNESTO DE ALMEIDA COUTINHO



EFEMÉRIDEHenrique Ernesto de Almeida Coutinho, poeta e crítico português, nasceu em Barcelos no dia 15 de Julho de 1788. Morreu no Porto em 29 de Março de 1868.
Passou a maior parte da sua vida na cidade do Porto, onde exerceu a sua actividade literária. Publicou vários livros e traduziu para português poemas de Alexander Pope, Thomas Gray e Lord Byron. Era também um crítico artístico notável, sendo muito apreciados os seus estudos sobre pintura.
A maioria dos trabalhos que publicou foram assinados com as iniciais H. E. A. C. ou H. E. de A. C..
Foi fidalgo da Casa Real, cavaleiro da Ordem de Cristo e sócio da Academia de Belas Artes do Porto, entre outros cargos e títulos. Apesar disto, terminou a vida na indigência.
Legou-nos as seguintes obras: “Epístola de Heloisa a Abeilard”, composta por A. Pope (1835); “Algumas poesias” (1836); “As saudades do bardo ortodoxo”, poema (1837); “O cemitério da aldeia”, canto elegíaco de Thomas Gray, traduzido em verso português por H. E. A. C. (1837); “O cerco de Corinto”, poema de Lord Byron, traduzido em verso português por H. E. A. C. (1839); “A Noite, ou o enterro de Carlota“, poema (1840); “A saudade”, canto elegíaco na morte do jovem João Alvares de Almeida Guimarães. (1847); “O monge e o convertido, ou as vinte e quatro horas”, poema (1857); e “A saudade interminável, ou tributo mais que devido à memória de sua majestade fidelíssima o senhor D. Pedro V” (1865).

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...