sábado, 9 de julho de 2011




EFEMÉRIDE – Thomas "Tom" Jeffrey Hanks, actor, realizador e produtor norte-americano, nasceu em Concord no dia 9 de Julho de 1956.


O pai de Hanks era um chefe de cozinha itinerante, ainda parente de Abraham Lincoln. A mãe era filha de pais portugueses e empregada num hospital.


Na escola, interessava-se igualmente por desporto e inscreveu-se em cursos de arte dramática, encorajado por um professor. Ao mesmo tempo dos estudos, representou em diversas peças de teatro que o levaram a conquistar um prémio de interpretação da sua escola em 1974. Depois do liceu ingressou na universidade local e, para ganhar a vida, arranjou trabalho como paquete no hotel Hilton. Continuou a seguir cursos de teatro, sobretudo de comédia.


Mudou-se para Sacramento para prosseguir os estudos universitários. Actuou igualmente no teatro e, mais tarde, mudou-se para Nova Iorque, com o objectivo de estar mais perto da Broadway. As oportunidades não apareceram logo. Aos 24 anos teve finalmente uma: um pequeno papel em “He Knows You're Alone”, um filme de baixo orçamento.


Nesse mesmo ano, fez um teste para a televisão e foi contratado para fazer parte do elenco de “Bosom Buddies”. O papel garantiu-lhe um maior rendimento e a mudança para a Califórnia. Porém, após duas temporadas, o programa foi cancelado. A visibilidade desse trabalho tinha sido suficiente no entanto para lançar a sua carreira, garantindo-lhe a presença noutras séries como “Táxi”, “Happy Days” e “Family Ties”.


Foi com “Splash”, uma comédia romântica, que Hanks ganhou ainda maior popularidade. Ele aceitara o papel principal, que tinha sido recusado por John Travolta. Recebeu 70 mil dólares pelo trabalho, mas a maior recompensa foi ter sido protagonista de um dos filmes com maior sucesso em 1984. Este sucesso garantiu a Hanks inúmeros papéis nos anos seguintes.


Em 1986, na película “Nothing in Common”, pôde interpretar um personagem que vivia um momento difícil, parecido com um por que ele próprio tinha passado.


Em 1988 protagonizou o filme “Big “, com grande sucesso comercial, que atingiu 100 milhões de dólares de receita e levou Tom Hanks à primeira nomeação para o Oscar de Melhor Actor.


Após cinco anos em que fez muitos filmes, mas de pouco sucesso, Hanks voltou à fama com “Philadelphia”, em que interpretou um advogado homossexual demitido de uma corporação por ser seropositivo. Hanks fez um trabalho intensivo de estudo junto de pessoas seropositivas e homossexuais para aprender como eram as suas vidas. Foi mais uma vez nomeado para o Oscar de Melhor Actor 1994 que, dessa vez, ganhou.


No ano seguinte, fez “Forrest Gump”, que lhe rendeu mais um Oscar (1995). Voltou a trabalhar no filme de guerra “O Resgate do Soldado Ryan”. Nesta película teve a oportunidade de filmar pela primeira vez com Steven Spielberg. Foi um dos filmes mais aclamados sobre a segunda guerra mundial e a sua interpretação garantiu-lhe mais uma nomeação para o Oscar.


Com “Cast Away” foi nomeado para os Oscares pela 5ª vez. Hanks fazia de Chuck Noland, um executivo da FedEx que, após um acidente de avião, se viu sozinho numa ilha. As filmagens da primeira parte da película foram feitas em 1999 e interrompidas durante um ano para que o actor perdesse 20 kg e deixasse crescer a barba.


Após dedicar dois anos à tarefa de produtor, Hanks voltou ao cinema com o filme “O Código Da Vinci”, uma adaptação do livro de Dan Brown.


Recentemente, entrou para o Livro dos Recordes, por ter participado em sete filmes consecutivos, que quebraram a barreira dos cem milhões de dólares em receitas. Tem uma estrela na Calçada da Fama no Hollywood Boulevard.


Em Agosto de 2009 foi eleito vice-presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, entidade responsável pela entrega dos Oscares.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...