quinta-feira, 29 de junho de 2017

29 DE JUNHO - WILLIBALD ALEXIS

EFEMÉRIDEWillibald Alexis, de seu verdadeiro nome Georg Wilhelm Heinrich Häring, escritor alemão que é considerado o fundador do romance histórico realista da literatura germânica, nasceu em Breslávia, na actual Polónia, no dia 29 de Junho de 1798. Morreu em Arnstadt, em 16 de Dezembro de 1871.
O pai, que era de uma família de refugiados huguenotes da Bretanha, tinha uma alta posição no Departamento de Guerra e morreu em 1802. Quando criança, Alexis viveu o cerco de Breslávia. Depois da cidade ser conquistada em 1806 pelos franceses (impressões registadas no seu romance “Penélope”), Alexis mudou-se para Berlim com a mãe.
Durante catorze anos, moraram com parentes da sua progenitora. Frequentou a escola particular Messowsche e, em seguida, o colégio Friedrichwerdersche. Alexis participou como voluntário na campanha de 1815, sendo membro do regimento Kolberg. Participou assim no cerco às fortalezas das Ardenas (descrito no romance “Iblou” e no relato crítico “Als Kriegsfreiwilliger nach Frankreich”).
A partir de 1817, estudou Direito e História em Berlim e Breslávia e, em 1820, estagiou na divisão criminal do Kammergericht. Depois do sucesso do seu primeiro romance (1824), Alexis deixou a função pública.
De 1827 em diante, viveu em Berlim e dirigiu a equipa editorial do “Berliner Konversationsblattes”, que foi incorporado em 1830 no “Freimüthigen”. Em 1835, demitiu-se do conselho editorial, em protesto contra a censura crescente mas continuou a morar na cidade, vivendo como escritor independente e colunista de diversos jornais.
Tendo começado a ser conhecido como escritor pelo lançamento de um idílio em hexâmetros intitulado “Die Treibjagd” (1820) e por vários contos, a sua reputação literária começou a delinear-se com o romance histórico “Walladmor” (1823), que foi publicado como sendo «livremente traduzido do inglês de Sir Walter Scott, com um prefácio de Willibald Alexis».
O seu livro “Der Werwulf” desenrola-se em Brandeburgo na época da Reforma Protestante. Em 1840, publicou o romance histórico “Der Roland von Berlin”, que serviu de base para a ópera com o mesmo nome de Ruggero Leoncavallo.
Em 1852, Alexis mudou-se para Arnstadt, na Turíngia. Em 1856, sofreu um primeiro derrame cerebral e, em 1860, um segundo. A memória do escritor ficou irremediavelmente danificada, sendo impossível continuar com a sua obra literária. Em 1867, já cego, sem capacidade para andar e cada vez mais demente, foi ainda homenageado com a medalha da Ordem de Hohenzollern. Faleceu em Dezembro de 1871.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...