domingo, 6 de agosto de 2017

6 DE AGOSTO - ERNESTO LECUONA

EFEMÉRIDEErnesto Sixto de la Asunción Lecuona y Casado, pianista e compositor cubano, nasceu em Guanabacoa, perto de Havana, em 6 de Agosto de 1895. Morreu em Santa Cruz de Tenerife no dia 29 de Novembro de 1963.
Filho de um jornalista espanhol radicado em Cuba, começou a estudar piano com a sua irmã que tinha mais catorze anos dó que ele. Foi uma criança prodígio, realizando o seu primeiro recital aos cinco anos de idade. Aos treze, compôs a sua primeira marcha, intitulada “Cuba y América”.
Estudou música no Peyrellade Conservatoire, com Antonio Saavedra e Joaquín Nin. Graduou-se no Conservatorio Nacional de la Habana (1913) e, aos dezasseis anos, já tinha conquistado uma medalha de ouro de interpretação.
Fora de Cuba, começou a sua carreira fazendo uma tournée pelos Estados Unidos, Espanha e França, com os Lecuona's Cuban Boys. Juntamente com Gonzalo Roig e Rodrigo Prats, formou um dos mais importantes trios de orquestra, especialmente de zarzuela – o estilo mais significativo na sua carreira. Lecuona foi o introdutor da orquestra latina nos Estados Unidos da América. Estudou também em França, com Maurice Ravel.
Entre as suas obras, destacam-se “Canto Siboney”, “Damisela Encantadora”, “Diablos y Fantasías”, “El Amor del Guarachero”, “El Batey”, “El Cafetal”, “El Calesero”, “El Maizal”, “La Flor del Sitio”, “Tierra de Venus” e “Rosa la China”, entre muitas outras.
Morreu em Santa Cruz de Tenerife, nas Ilhas Canárias, Espanha, durante uma visita à antiga casa de seus pais.
Em 2006, o escritor cubano Daína Chaviano homenageou-o postumamente incorporando-o como personagem no seu livro “A ilha dos amores infinitos”, o romance cubano mais traduzido de todos os tempos, Medalha de Ouro nos Florida Book Awards.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...