sexta-feira, 6 de julho de 2012

EFEMÉRIDEMaria José Pinto da Cunha de Avilez Nogueira Pinto, jurista e política portuguesa, morreu em Lisboa no dia 6 de Julho de 2011, vítima de cancro no pâncreas. Nascera também em Lisboa, em 23 de Março de 1952.
Jurista de formação, licenciou-se na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Foi investigadora no Gabinete de Estudos Rurais da Universidade Católica Portuguesa e exerceu diversos cargos em instituições públicas e privadas, nomeadamente como vice-presidente do Instituto Português de Cinema, directora da Maternidade Alfredo da Costa, membro do Conselho Consultivo da Fundação Calouste Gulbenkian e da Fundação António Quadros, representante de Portugal na Secretaria de Cooperação Ibero-Americana e provedora da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.
Foi autora do livro “Direito da Terra”, colaborou na Enciclopédia Jurídica e na Enciclopédia Luso-Brasileira e foi colunista dos jornais “Expresso”, “Público”, “A Capital” e “Diário Económico”.
Entrou na política em 1992, como subsecretária de estado da Cultura, no governo dirigido por Cavaco Silva. Em ruptura com Pedro Santana Lopes, demitiu-se um ano depois. Em 1996, aderiu ao Partido Popular, pelo qual já era deputada (independente) desde 1995. Em 1998, disputou a sucessão do CDS-PP com Manuel Monteiro, acabando derrotada no congresso que elegeu Paulo Portas como líder nacional. Foi presidente do Grupo Parlamentar e do Conselho Nacional do CDS-PP e, em 2005, candidatou-se a presidente da Câmara Municipal de Lisboa. Até 2007, exerceu o cargo de vereadora da Habitação Social.
Em Março de 2007, entrou em conflito com o partido, quando do eventual regresso de Paulo Portas à liderança do CDS-PP, por meio de um Conselho Nacional Extraordinário. Incompatibilizada, abandonou o CDS, depois de acusar Paulo Portas de tentar assaltar o poder e o deputado Hélder Amaral de a ter agredido fisicamente.
Em 2009, foi eleita deputada pelo PSD. Em 2011, já doente, fez parte das listas do PSD para a Assembleia da República, sendo novamente eleita deputada. Cumpriu o seu mandato enquanto conseguiu, continuando a ser também comentadora na SIC Notícias.
Era irmã da jornalista Maria João Avillez e casada com Jaime Alexandre Nogueira Pinto, com quem teve três filhos. 

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...