quinta-feira, 18 de agosto de 2011





EFEMÉRIDELauro António, cineasta português, nasceu em Lisboa no dia 18 de Agosto de 1942.


Licenciado em História, foi membro do Cineclube Universitário de Lisboa e, mais tarde, director do ABC Cineclube. Estas actividades levaram-no à crítica cinematográfica a partir de 1963 e, mais tarde, à coordenação das programações de algumas salas e festivais de cinema.


Como outros cineastas da sua geração, esteve particularmente activo após a Revolução dos Cravos em 1974.


Grande parte dos seus trabalhos destinou-se à televisão. Em 1983 realizou para a RTP quatro médias metragens, sob a designação comum de Histórias de Mulheres: “Paisagem sem Barcos”, “Mãe Genoveva”, “Casino Oceano” e “A Bela e a Rosa”. No início dos anos 1990, colaborou com o canal de televisão TVI, tendo um programa com filmes da sua escolha, chamado “Lauro António apresenta…”.


Tem prosseguido a sua actividade como ensaísta e documentarista, tendo-se porém mantido afastado do cinema nos últimos anos.


O filme “Manhã Submersa”, estreado no Festival de Cannes de 1980, foi a sua maior obra como realizador.


Entre os livros que publicou, salientam-se: “Três Peças em um Acto” (1966), “O Cinema Entre Nós” (1967), “Introdução ao Cinema Húngaro” (1974), “Elementos para a História do Cinema Cubano” (1975) e “Cinema e Censura em Portugal” (1978).


Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...