quarta-feira, 28 de outubro de 2015

28 DE OUTUBRO - MANUEL PINHO

EFEMÉRIDEManuel António Gomes de Almeida de Pinho, economista português, nasceu em Lisboa no dia 28 de Outubro de 1954. Foi ministro da Economia e da Inovação em 2005/09, não tendo filiação partidária. Abandonou a vida política em 2009.
É professor na Universidade de Columbia desde 2010 e professor visitante na Faculdade de Estudos Internacionais de Pequim. Em 2012, foi também senior fellow do Jackson Institute for International Affairs da Universidade de Yale e ensinou no Yale College, Yale School of Management, Universidade de Renmi e Beijing Foreign Studies University. Presentemente, é professor visitante na Universidade de Queensland na Austrália.
É casado com Alexandra Pinho, curadora de arte contemporânea, vivendo entre Nova Iorque e Lisboa.
Licenciou-se em Economia no Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras da Universidade Técnica de Lisboa, em 1976, tendo-se doutorado na Universidade de Paris-X, em 1983.
Foi professor na Universidade Católica Portuguesa e no Instituto Superior de Economia e Gestão, responsável pelo desk de Portugal no Fundo Monetário Internacional (FMI), de 1984 a 1987, director-geral do Tesouro e presidente da Junta do Crédito Público, de 1990 a 1993.
Em 1994, ingressou no Conselho de Administração do Grupo Banco Espírito Santo, onde foi responsável pela área de mercado de capitais, ocupando também lugares de administração em várias empresas participadas, designadamente a Espírito Santo Investment, a Espírito Santo Activos Financeiros e a Espírito Santo Research.
Em 2005, foi cabeça de lista do Partido Socialista no Círculo de Aveiro, sendo eleito deputado à Assembleia da República. Com a vitória do PS, foi nomeado Ministro da Economia e Inovação do XVII Governo Constitucional, chefiado por José Sócrates.
Foi o inspirador da agenda do Plano Tecnológico, responsável pela condução da política de energia que levou Portugal a ser um dos líderes nas energias renováveis e um dos pioneiros na mobilidade eléctrica, tendo sido também autor da proposta que inspirou o Plano Tecnológico Europeu para a Energia. Em 2007, presidiu ao Conselho Europeu de Competitividade e da Energia, no âmbito da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia.
Recebeu várias condecorações de que se salienta a Grã-Cruz da Ordem de Isabel a Católica de Espanha (2007), a Grã-Cruz com Estrela da Ordem do Mérito da Alemanha (2009) e a Grã-Cruz da Ordem do Mérito Real da Noruega (2009). 

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...