quarta-feira, 7 de outubro de 2015

7 DE OUTUBRO - LUDMILLA TOURISCHEVA

EFEMÉRIDELudmilla Ivanovna Tourischeva, ex-ginasta russa, nasceu em Grózni no dia 7 de Outubro de 1952. Em representação da ex União Soviética, ganhou nove medalhas em Jogos Olímpicos (quatro de ouro), onze em Mundiais (oito de ouro) e catorze em Europeus (oito de ouro).
Ludmilla foi a única ginasta a ter sido simultaneamente campeã europeia, mundial e olímpica, depois da checa Vera Caslavska. Depois dela, só a ucraniana Lilia Podkopayeva repetiu o feito.
Tourischeva iniciou-se na ginástica em 1965, aos treze anos de idade, e começou a competir dois anos mais tarde, quando obteve a sua primeira medalha nos Campeonatos da URSS, nos quais conquistou o ouro do concurso geral. Concorreu nas Olimpíadas da Cidade do México, em 1968, competição em que recebeu a primeira medalha num evento internacional de grande porte – o ouro por equipas.
No ano seguinte, nos Campeonatos da URSS, subiu ao pódio por quatro vezes, sendo bronze na classificação individual geral e prata nos saltos, trave e solo. No Campeonato Europeu, conquistou a terceira posição no concurso geral, nas barras assimétricas e no solo.
Em 1970, Tourischeva tornou-se líder da selecção nacional soviética. No Mundial de Ljubljana, conquistou, além do ouro da individual geral, as medalhas de bronze nos saltos, de prata nas paralelas assimétricas e de ouro no solo. Em 1971, no Campeonato Europeu, foi ouro no concurso geral, nos saltos e no solo, e prata nas barras assimétricas e na trave. No ano seguinte, na sua segunda participação olímpica, nos Jogos de Munique, conquistou o terceiro individual geral, além de vencer a disputa por equipas e de conquistar duas medalhas – de bronze nos saltos e de prata no solo. No ano de 1973, em nova edição do Campeonato Europeu, conquistou todas as medalhas de ouro individuais. Em 1974, com 22 anos, no Mundial de Varna, recebeu seis medalhas em seis provas disputadas. Em consequência das suas apresentações e resultados, Ludmilla foi considerada o exemplo da ginástica soviética: «graciosa, elegante, impecável e com uma técnica arrojada».
No Campeonato Europeu de 1975 teve uma actuação mais modesta, conquistando “apenas” a medalha de bronze no solo. O ano seguinte foi a sua última temporada como profissional. Disputou os Jogos de Montreal, no Canadá, encerrando a participação com quatro medalhas. A primeira, de ouro, por equipas, seguida do bronze no concurso geral e duas de prata nos saltos e no solo.
Em 1977, casou-se com Valeriy Borzov, sprinter ucraniano, duas vezes medalhado olímpico em 1972. No ano de 1981, foi eleita membro do Comité Técnico da Ginástica Artística Feminina da FIG e começou a trabalhar como treinadora da equipa da Ucrânia, país onde ainda permanece como técnica, embora já não treinando a selecção nacional.
Em 1998, Tourischeva passou a estar representada no International Gymnastics Hall of Fame.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...