quinta-feira, 1 de outubro de 2015

1 DE OUTUBRO - TOM CLANCY

EFEMÉRIDE Tom Clancy, de seu verdadeiro nome Thomas Leo Clancy, Jr., romancista e historiador americano, morreu em Baltimore no dia 1 de Outubro de 2013. Nascera na mesma cidade em 12 de Abril de 1947. É considerado o inventor de um género literário que funde acção e aventuras militares com intrigas de espionagem e ficção científica, tudo descrito com realismo e grande quantidade de detalhes técnicos. Dezassete dos seus romances foram sucessos de venda, tendo sido impressos em mais de 100 milhões de exemplares. Baseados nas suas obras, foram realizados alguns filmes e vídeo jogos.
Depois de estudar no Loyola College, Tom Clancy quis ingressar na UIS Army, mas não foi aceite por problemas de visão. Iniciou a sua vida profissional como corretor de seguros.
A carreira literária de Clancy começou em 1984, ao escrever o seu primeiro livro “The Hunt for Red October”. Este romance foi mais tarde adaptado ao cinema com grande sucesso, bem assim como “Patriot Games” (1987), “Clear and Present Danger” (1989) e “The Sum of All Fears” (1991). A sua obra de estreia foi elogiada pelo presidente norte-americano Ronald Reagan e figurou na lista das obras mais vendidas, publicada regularmente pelo “New York Times”.
O seu segundo romance, editado em 1986, foi “Red Storm Rising”, onde voltou a abordar as relações tensas entre os Estados Unidos e a União Soviética. Em 1988, publicou “Jogos Patrióticos”, de novo com Jack Ryan como protagonista. Este agente da CIA tinha de lidar, desta vez, com grupos terroristas.
Em 1989, surgiu “Clear and Present Danger”, onde Jack Ryan se envolve no combate ao tráfico de drogas. “The Sum of All Fears”, de 1991, trouxe mais uma aventura de Jack Ryan, então a tentar solucionar uma crise política entre a Rússia e os Estados Unidos, no período pós-guerra fria.
Durante a década de 1990, Tom Clancy continuou a escrever bestsellers, sempre baseado em enredos políticos e com detalhes da moderna tecnologia militar. “Dívida de Honra” de 1994 tem a particularidade de incluir um ataque suicida, em que um avião é projectado contra o Capitólio, em Washington D.C. O facto foi relembrado quando dos atentados nos Estados Unidos em 11 de Setembro de 2001, sete anos depois.
Para além de romances, Tom Clancy também escreveu diversos livros relacionados com temas militares. Morreu aos 66 anos, num hospital de Baltimore, vítima de insuficiência cardíaca.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...