quinta-feira, 13 de julho de 2017

13 DE JULHO - CARLO BERGONZI

EFEMÉRIDE – Carlo Bergonzi, tenor italiano, um dos mais ilustres e admirados da sua geração, nasceu em Vidalenzo, Parma, no dia 13 de Julho de 1924. Morreu em Milão, em 25 de Julho de 2014. Foi um grande intérprete das óperas de Giuseppe Verdi.
Iniciou os seus estudos de canto como barítono, aos 14 anos de idade, no Conservatório de Parma, com o maestro Ettore Campogalliani.
Durante a Segunda Guerra Mundial, esteve detido na Alemanha, num campo de prisioneiros de guerra. Após o conflito, regressou a Itália e estudou no Conservatório de Boito em Parma.
Estreou-se profissionalmente em Lecce (1948), como barítono, no papel de Figaro em “O Barbeiro de Sevilha” de Rossini. Actuou ainda como barítono em “Don Pasquale”, “O elixir do amor”, “Cavalleria rusticana”, “Madame Butterfly”, “Manon Lescaut”, “Mignon”, “Rigoletto” e “La traviata”, entre outras obras.
Fez então uma pausa na sua careira para trabalhar a voz. Em 1951, apresentou-se, já como tenor, no papel de Andrea Chénier no Teatro Petruzzelli, em Bari. Nesse mesmo ano, para marcar o 50º aniversário da morte de Giuseppe Verdi, a estação de rádio estatal italiana RAI envolveu Bergonzi numa série de transmissões das óperas menos conhecidas de Verdi.
Actuou depois por toda a Itália, começando no Scala de Milão em 1953 e no Teatro São Carlos de Nápoles (1955). Apresentou-se em Londres, no Teatro Stoll (1953), nos Estados Unidos – Chicago em 1955 e Nova Iorque no ano seguinte, na Ópera de Viena, novamente em Inglaterra na Royal Opera House de Londres, em Buenos Aires, etc.
Cantou regularmente até 1985. Esteve activo até ao fim da sua vida, regendo cursos de canto e actuando em concertos ocasionais. Faleceu aos 90 anos de idade.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...