segunda-feira, 17 de julho de 2017

17 DE JULHO - ALEARDO ALEARDI

EFEMÉRIDEAleardo Aleardi, de seu verdadeiro nome Gaetano Maria Aleardi, poeta italiano que pertenceu ao então chamado Neorromantismo, morreu em Verona no dia 17 de Julho de 1878. Nascera na mesma cidade em 14 de Novembro de 1812.
Depois de estudar Direito na Universidade de Pádua, voltou a Verona e interessou-se por Poesia e Crítica de Arte.
As suas primeiras composições incluem “Il matrimónio” (1842), uma exaltação do casamento como uma expressão da civilização, e “Arnalda di Roca” (1844), poema histórico que tem como protagonista uma jovem que morre a defender a sua honra. Já denotava então uma busca por efeitos cénicos e um tom dramático que seriam típicos de toda a sua produção posterior.
O primeiro grande sucesso foi alcançado em 1846, com as duas “Lettere a Maria”, em versos soltos, em que o poeta se declara a uma amiga, sugerindo um amor platónico.
Visitante assíduo do salão da condessa Anna Serego Gozzadini Alighieri, cortejou a sua filha Nina, dedicando-lhe numerosos poemas.
Participou activamente no movimento do Risorgimento. Em 1848, foi para Paris, a convite de Danièle Manin, a fim de angariar apoio para a República de Veneza. Foi preso duas vezes: em Mântua (1852) e em Josefstadt, na Boémia (1859). Foi depois deputado, senador e, finalmente, professor de Estética em Florença.
A sua obra poética não é extensa e versa, principalmente, temas da história e da pátria. Era, aliás, conhecido como “o poeta da história” por causa da sua tendência para a investigação e para reviver o passado, também o passado distante da Pré-história e da infância mítica da terra (“Il monte Circello” em 1856 e “Le prime storie”de 1857). Contudo, frequentemente se considera que esta nostalgia do passado era, muitas vezes, um pretexto para mostrar a sua grande eloquência.
Colaborou com Giovanni Prati na redacção do periódico de Pádua “Il Caffé Pedrochi”. Morreu subitamente aos 65 anos.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...