sábado, 19 de março de 2016

19 DE MARÇO - MANUEL RIBEIRO DE PAVIA

EFEMÉRIDEManuel Ribeiro de Pavia, pintor e ilustrador português, neo-realista, nasceu em Pavia, no Alentejo, em 19 de Março de 1907. Morreu em Lisboa, no dia 19 de Março de 1957. Fixara-se na capital em 1929.
É especialmente conhecido como ilustrador (domínio onde exerceu influência determinante nas modernas artes gráficas portuguesas), quer através de capas, quer de ilustrações que realizou para obras de escritores seus contemporâneos.
A temática mais recorrente nos seus trabalhos (desenhos e aguarelas) é o Alentejo e os seus camponeses, oscilando entre o lirismo, principalmente na representação da mulher, e a agressividade da denúncia social. Em 1947, algumas das suas obras foram confiscadas pela polícia política.
Participou nas Exposições Gerais de Artes Plásticas (entre 1946 e 1953), na Exposição dos Modernos Gravadores Portugueses (Galeria de Artes e Letras, 1955) e na Exposição de Gravura Portuguesa (Pórtico, 1956).
Em 1950, publicou um conjunto de quinze desenhos denominado “Líricas”, acompanhado de um texto do escritor José Gomes Ferreira. Ilustrou a tradução portuguesa da novela “Senhor e Servo” de Leão Tolstoi.
Morreu precisamente no dia em completava 50 anos, no seu quarto atelier, numa pensão em Lisboa. O poeta Eugénio de Andrade, que o conhecia bem, falou dele em “Os Afluentes do Silêncio”: «Esta morte, assim sem mais nem menos, entala-se-me na garganta. Levou-o uma pneumonia que o foi encontrar depauperado por uma vida quase de miséria. Passava fome! Tinha uma única camisa! Não pagava o quarto há imenso tempo! E nós a falarmos-lhe de poesia... E ele a falar-nos de pintura e da dignificação da vida. É justamente nisto que residia a sua grandeza.».
Em Maio de 1957, a revista “Vértice” publicou um número especial com depoimentos de vários intelectuais, que é um testemunho vivo da sua actividade na vida artística portuguesa.
Em 1958, um grupo de amigos do artista realizou, na Sociedade Nacional de Belas-Artes em Lisboa, a única retrospectiva dos seus trabalhos.
Em Abril de 1976, na Feira Internacional de Lisboa (FIL), foi apresentada – no Mercado Popular do Livro e do Disco – uma exposição documental sobre a sua obra, que posteriormente foi exibida em várias localidades do país. Na localidade onde nasceu (Pavia), foi criada a Casa Museu Manuel Ribeiro de Pavia (1984).

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...