terça-feira, 1 de março de 2016

1 DE MARÇO - ROBERT LOWELL

EFEMÉRIDERobert Traill Spence Lowell, poeta norte-americano, considerado o fundador da poesia confessional, nasceu em Boston no dia 1 de Março de 1917. Morreu em Nova Iorque, em 12 de Setembro de 1977.
Robert Lowell era oriundo de uma família puritana (protestante) da classe alta, os chamados “brâmanes de Boston”, referência à mais alta casta hindu. Foi educado na St. Mark's School, uma proeminente escola preparatória em Southborough, antes de ir estudar na Universidade de Harvard durante dois anos, transferindo-se depois para o Kenyon College em Gambier, no Ohio. Converteu-se ainda jovem ao catolicismo (1940), o que influenciou os seus primeiros dois livros, “Land of Unlikeness” (1944) e o vencedor do Prémio Pulitzer de PoesiaLord Weary's Castle” (1946). Voltaria a receber este prémio em 1974.
Em 1946, deixou a Igreja Católica. Em 1950, foi incluído na influente antologia “Mid-American Century Poets”, como uma das principais figuras literárias da sua geração. Entre os seus contemporâneos, que também apareceram neste livro, estão vários poetas que se tornaram notáveis na década de 1940. Nessa época, Lowell ministrou aulas de Criação Literária na Universidade de Iowa.
Lowell foi objector de consciência durante a Segunda Guerra Mundial, tendo servido durante vários meses numa prisão federal em Danbury, no Connecticut. Mais tarde, escreveria sobre tal experiência no poema “Memories of West Street and Lepke” publicado no seu livro “Life Studies” (1959), que é considerado uma das obras de poesia mais influentes e mais importantes do século XX, nos Estados Unidos.
Em 1960, ganhou o National Book Award de Poesia. Durante a década de 1960, Robert Lowell tornou-se activista do movimento dos direitos civis e opôs-se ao envolvimento dos Estados Unidos na Guerra do Vietname. A sua participação na Marcha pela Paz de Outubro de 1967, em Washington, e a sua subsequente prisão, foram descritas em “The Armies of the Night” do escritor Norman Mailer.
As três mulheres com quem se casou eram também escritoras. A primeira esposa foi Jean Stafford, com quem viveu entre 1940 e 1948. Em 1949, casou com Elizabeth Hardwick, de quem teve uma filha. Em 1970, deixou Hardwick para ir viver com a nobre britânica Lady Caroline Blackwood. Passou muitos dos seus últimos anos a viver em Inglaterra. Faleceu depois de ter sofrido um ataque cardíaco, quando viajava num táxi em Nova Iorque. Disseram na época que ele ia encontrar-se com Elizabeth Hardwick, para uma possível reconciliação. Lowell sofria de alcoolismo e de depressão grave, tendo estado hospitalizado umas vinte vezes ao longo da vida, sendo mesmo tratado com electrochoques.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...