sexta-feira, 6 de maio de 2016

6 DE MAIO - JORGE PERESTRELO

EFEMÉRIDEJorge Perestrelo, jornalista desportivo português, morreu em Lisboa no dia 6 de Maio de 2005, vítima de crise cardíaca. Nascera no Lobito (Angola) em 1948.
Começou por trabalhar no Rádio Clube do Lobito, passando depois pelo Rádio Clube do Moxico e pela Rádio Comercial de Sá da Bandeira. Em 1975, com o início da Guerra Civil Angolana, foi para o Brasil. Até na rádio brasileira teve sucesso, mas – dois anos depois – decidiu vir para Portugal.
Prosseguiu a sua carreira na rádio, tendo sido locutor do Rádio Clube Português, da Rádio Comercial e da TSF.
Considerado um dos melhores relatores de sempre na história do futebol, Jorge Perestrelo começara desde muito cedo a revelar os seus dotes para relatar e comentar os jogos.
Colaborou também com o canal de televisão SIC, entre 2003 e 2005. O último golo relatado por Perestrelo foi o que deu a vitória ao Sporting CP frente ao AZ Alkmaar e que garantiu a passagem à final da Taça UEFA.
Invocava os “Deuses do futebol” e dizia frequentemente «É disto que o meu povo gosta». Criou um estilo diferente e emotivo, ao contar aos ouvintes o que se passava nos relvados.
Inconfundível, único, irreverente e genuíno foram as palavras que mais se ouviram da boca dos seus amigos e colegas na hora da despedida.
«Ripa na Rapaqueca», «O que é isso ó meu?» e «Eu com a minha barriguinha chegava e facturava» foram algumas das muitas expressões que perduram na memória de quem o ouviu.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...