sábado, 28 de maio de 2016

CRIANÇA (quadras)


CRIANÇA

Criança frente a um muro,
Pobre do refugiado,
Uma alma sem futuro,
Num corpo apunhalado.

O mundo é da criança.
Trata dela com cuidado,
P’ra podermos ter esperança
Num futuro melhorado.

Criança chora ao nascer
E não conhece seu fado.    
O velho chora ao morrer,
Ao relembrar o passado.

Neste Dia da Criança,
Lembrei-me que fui menino.
Vivi sonhos de esperança,
Aguardando meu destino.


Gabriel de Sousa

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...