sábado, 4 de março de 2017

4 DE MARÇO - GARRETT MORGAN

EFEMÉRIDEGarrett Augustus Morgan, inventor afro-americano, nasceu em Claysville no dia 4 de Março de 1877. Morreu em Cleveland, em 27 de Agosto de 1963. Inventou um capuz de protecção respiratória, além de ter inventado um semáforo e uma preparação para alisamento do cabelo.
Aos quinze anos, Garrett mudou-se para Cincinnati, em busca de emprego. A maioria de seus anos de adolescência foram passados a trabalhar como caseiro numa fazenda, como acontecia com muitos afro-americanos da época.
Morgan tinha deixado a escola – ainda pequeno – para trabalhar, mas – na adolescência – conseguiu arranjar o seu próprio tutor e recomeçar os estudos.
Em 1895, mudou-se para Cleveland, onde trabalhou a consertar máquinas de costura para um fabricante de roupas. Os boatos sobre as suas habilidades para consertar coisas espalharam-se rapidamente, abrindo-lhe muitas oportunidades de emprego.
Em 1907, construiu a sua própria máquina de costura e abriu uma sapataria. Foi o primeiro de vários dos seus negócios. No ano seguinte, ajudou a fundar a Associação de Homens Negros de Cleveland.
Em 1909, para expandir os negócios, abriu uma alfaiataria. A empresa fazia casacos, fatos, vestidos e outras roupas. Morgan descobriu um líquido que impedia as máquinas de costura de queimar os tecidos. Percebeu que o líquido podia servir também para alisar os cabelos humanos. Confeccionou então um creme com esse produto. Assim nascia a GA Morgan Hair Refining Company.
A partir de 1914, data do brevet, produziu um capuz de segurança para protecção de fumos. Foi utilizado na Primeira Guerra Mundial, para proteger os soldados da inalação de gás clorado. Esta invenção tornou-se conhecida internacionalmente, quando ele e três homens a usaram para salvar duas pessoas numa explosão de um túnel, no lago Erie (1916). Morgan foi premiado com a Medalha de Ouro por Bravura pela International Association of Fire Chiefs.
Os primeiros automóveis norte-americanos foram introduzidos antes da viragem do século XX. Peões, bicicletas, carroças puxadas por animais e todos os tipos de veículos a motor circulavam pelas mesmas estradas. Entre 1913 e 1921, muitas versões de sinais de trânsito foram instaladas em todo o território dos Estados Unidos. Em 1923, um sistema inventado por Garrett fazia parar o tráfego de viaturas para permitir aos peões atravessarem as ruas com mais segurança. Morgan vendeu os direitos à General Electric por 40 000 dólares. A maior vantagem sobre os outros tipos de semáforo era a capacidade de ser operado à distância, usando dispositivos mecânicos.
Garrett Morgan faleceu aos 86 anos. Foi casado duas vezes, tendo tido três filhos da sua segunda esposa.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...