terça-feira, 14 de junho de 2016

14 DE JUNHO - CACILDA BECKER

EFEMÉRIDECacilda Becker Yáconis, actriz brasileira e um dos grandes mitos dos palcos do Brasil, morreu em São Paulo no dia 14 de Junho de 1969. Nascera em Pirassununga, em 6 de Abril de 1921.
Filha do imigrante italiano Edmondo Yáconis e de Alzira Becker, Cacilda tinha apenas nove anos de idade quando os pais se divorciaram. A mãe viu-se obrigada a criar sozinha as três filhas, uma delas também futura actriz – Cleyde Yáconis. Fixaram-se na cidade de Santos.
Cacilda começou ainda muito jovem, a frequentar os círculos boémios e mais vanguardistas, já que por ser filha de pais pobres e separados não conseguia estabelecer amizade com pessoas da alta sociedade.
Cacilda Becker iniciou-se no teatro paulista como amadora e só se profissionalizou em 1948. Nesse ano, Nydia Lícia recusou um papel na peça “Mulher do Próximo”, produzida pelo Teatro Brasileiro de Comédia, para não ter que beijar um actor nem dizer a palavra “amante” em pleno palco, pois isto poderia custar-lhe o emprego numa importante loja onde trabalhava. Cacilda, que a substituiu, exigiu ser contratada como profissional.
Em trinta anos de carreira, Cacilda protagonizou 68 peças, no Rio de Janeiro e em São Paulo, três filmes (“Luz dos Seus Olhos” em 1947, “Caiçara” em 1950 e “Floradas na Serra” em 1954) e uma telenovela (“Ciúmes” em 1966), na TV Tupi, além de outras participações em tele/teatros. Foi ela quem inaugurou o Teatro Municipal de São Carlos em São Paulo, com a peça “À Espera de Godot”, no começo de 1969.
Cacilda provocava paixões avassaladoras e teve três maridos, sendo o último Walmor Chagas, com quem adoptou a sua única filha, Maria Clara Becker Chagas, nascida em 1964. Durante uma das apresentações de “À Espera de Godot”, em que contracenava com o marido (Maio de 1969), sofreu um derrame cerebral e foi levada para o hospital, ainda com as roupas da sua personagem. Morreu após 38 dias de coma, sendo sepultada no Cemitério do Araçá, na presença de uma multidão de admiradores.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...