quinta-feira, 3 de maio de 2018

3 DE MAIO - NÉLIDA PIÑÓN


EFEMÉRIDE - Nélida Cuíñas Piñón, escritora brasileira, membro - desde 1989 - da Academia Brasileira de Letras, à qual já presidiu, nasceu no Rio de Janeiro em 3 de Maio de 1937. Filha de pais de origem galega, o seu nome é um anagrama do nome do avô, Daniel.
Formou-se em Jornalismo na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e foi editora e membro do conselho editorial de várias revistas no Brasil e no estrangeiro. Também ocupou cargos no conselho consultivo de diversas entidades culturais, na sua cidade natal.
Estreou-se na literatura com o romance “Guia-mapa de Gabriel Arcanjo”, publicado em 1961, que tem como temas o pecado, o perdão e a relação dos mortais com Deus.
Nélida Piñón é, também, correspondente da Academia das Ciências de Lisboa, tendo ingressado igualmente, em Outubro de 2014, na Real Academia Galega.
A actriz Fernanda Montenegro entregou-lhe a comenda da Ordem Padre José de Anchieta, em 2017.
As suas obras já foram traduzidas em inúmeros países, tendo recebido vários prémios ao longo de mais de 35 anos de actividade literária. O mais recente foi o Prémio Príncipe de Astúrias das Letras de 2005, conferido na cidade espanhola de Oviedo. Concorreram a este prémio escritores de fama mundial, como os norte-americanos Paul Auster e Philip Roth, e o israelita Amos Oz; ao todo, mais de dezasseis países estavam representados no concurso.
Foi a primeira mulher a ser presidente da Academia Brasileira de Letras, entre 1996 e 1997. Recebeu o doutoramento honoris causa da Universidade Nacional Autónoma do México, em 2007.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...