sábado, 1 de setembro de 2012

EFEMÉRIDEC. J. Cherryh, de seu verdadeiro nome Carolyn Janice Cherry, escritora norte-americana de ficção científica, nasceu em St. Louis no dia 1 de Setembro de 1942.
Passou a sua infância em Lawton (Oklahoma). Começou a gostar de escrever aos dez anos, frustrada com a paragem da série televisiva sua preferida, “Flash Gordon”. Escreveu mais de 60 livros desde meados da década de 1970, entre os quais as novelas vencedoras do Prémio Hugo, Downbelow Station” (1981) e “Cyteen” (1988).
Acrescentou um “h” no fim do apelido, porque o seu primeiro editor achava que “Cherry” não se coadunava com um autor de ficção científica. A utilização de “C. J.”, em vez dos nomes por extenso, visava também dissimular o seu género, porque a ficção científica era na época apenas escrita por autores masculinos.
Em 1964, obteve um Bacharelato de Artes na Universidade de Oklahoma. Estudou também Arqueologia, Mitologia e História da Engenharia. Em 1965, fez um Mestrado de Artes na Universidade Johns Hopkins em Baltimore. Depois dos seus estudos, ensinou Latim, Literatura Clássica e História Antiga, em escolas públicas de Oklahoma City.
Não seguiu a via tradicional dos escritores de ficção científica da sua geração, que começavam por publicar novelas em jornais e revistas, só depois passando para os romances. Cherryh, ao contrário, começou a escrever novelas quando já tinha publicado vários romances.
As obras, que escrevia nos seus tempos de lazer, eram por si submetidas directamente aos editores, enviando-lhes os manuscritos. Perdeu deste modo alguns originais, chegando a reescrever alguns romances porque, por falta de dinheiro, enviava por vezes a única cópia que possuía.
Viu publicados os seus dois primeiros livros em 1976, sendo muito bem recebidos pela crítica. No fim dos anos 1970, publicou seis outros romances. Decidiu em 1979 abandonar o ensino e dedicar-se exclusivamente à literatura.
As suas obras descrevem mundos fictícios com grande realismo, beneficiando também dos seus conhecimentos de línguas, história e psicologia.
Em 2001, dois astrónomos amadores descobriram um novo asteróide a que deram o nome de “77185 Cherryh”, em sua homenagem. 

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...