quarta-feira, 26 de setembro de 2012

EFEMÉRIDE Ricardo Andrade Quaresma Bernardo, futebolista português de ascendência cigana, nasceu em Lisboa no dia 26 de Setembro de 1983.
Foi formado no Sporting Clube de Portugal, tendo-se estreado na equipa principal quando tinha apenas 17 anos. No seu primeiro ano como sénior, fez a “dobradinha”, conquistando o Campeonato Nacional e a Taça de Portugal.
Na época seguinte, confirmou todo o seu talento, sendo a primeira opção do treinador em detrimento de Cristiano Ronaldo. Em 2002/2003, o Sporting ficou classificado em 3.º lugar a 17 pontos do Futebol Clube do Porto e na Taça de Portugal foi eliminado nos quartos de final. Os adeptos culparam o treinador László Bölöni por não ter apostado simultaneamente em Quaresma e Ronaldo. O Sporting, devido a dificuldades financeiras, acabaria por transferir os dois jogadores para clubes estrangeiros, indo Quaresma para o FC Barcelona.
No seu jogo de estreia no clube catalão, contra o AC Milan, marcou um golo, tendo o brasileiro Ronaldinho, também recém-chegado, marcado outro. Em 2004, afirmou não jogar mais no Barcelona enquanto lá estivesse Frank Rijkaard. Alguns clubes europeus mostraram interesse no jogador, mas o Porto levou vantagem porque o Barcelona estava muito interessado em incluir Deco na transacção.
Quaresma foi um jogador-chave na táctica do treinador Co Adriaanse, contribuindo para a primeira “tripla” do Porto (conquista do Campeonato Nacional, da Taça de Portugal e da Super Taça Cândido de Oliveira). Mesmo assim, não foi escolhido para o Mundial de 2006.
Em Agosto de 2008, assinou pelo Inter de Milão até 2013. Em Itália, porém, não conseguiu mostrar o porquê da sua contratação, mostrando enormes dificuldades em se adaptar a um campeonato mais competitivo. Em Fevereiro de 2009, não foi inscrito para os oitavos de final da Liga dos Campeões 2008/09, porque estava em conversações com o Tottenham Hotspur. Antes de ser fechada a transferência, surgiu porém uma proposta de empréstimo oferecida pelo Chelsea FC que foi aceite pelo Inter. No clube londrino, no entanto, actuou pouquíssimas vezes. Voltou ao Inter, mas não entrou nos planos de José Mourinho. Foi então para a Turquia, onde se tornou a estrela do Beşiktaş JK, fazendo parte de um forte quarteto de jogadores portugueses, juntamente com Simão Sabrosa, Hugo Almeida e Manuel Fernandes.
Pela Selecção de Portugal, ganhou em 2000 o Campeonato da Europa Sub-17. A sua estreia na Selecção A teve lugar em Junho de 2003, num amigável contra a Bolívia. Devido a uma lesão no pé direito em 2004, não pôde participar no Campeonato Europeu de Sub-21, no Euro 2004 e nas Olimpíadas de Atenas. Jogou apenas num jogo de apuramento para o Mundial 2006 contra a Eslováquia, não tendo sido mais seleccionado, o que gerou grande polémica por parte da imprensa portuguesa. Na época de 2006/2007, voltou finalmente a ser chamado por Scolari. Foi convocado para o Euro 2008, em que Portugal seria eliminado pela Alemanha. Foi escolhido para alguns jogos da fase de qualificação para o Mundial 2010, mas rapidamente perdeu a titularidade. Só voltou a ser chamado em 2010, para a fase de qualificação do Euro 2012, desta vez graças à boa forma demonstrada no Beşiktaş.
Quaresma foi o grande impulsionador em Portugal da trivela, forma de chutar com a parte exterior do pé.
Do seu palmarés, fazem parte ainda dois Campeonatos Nacionais e uma Super Taça Cândido de Oliveira  (Porto); um Campeonato de Itália, uma Taça de Itália e uma Liga dos Campeões (Inter); uma Taça de Inglaterra (Chelsea); e uma Taça da Turquia (Beşiktaş). 

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...