segunda-feira, 11 de julho de 2016

11 DE JULHO - MANUEL CARRASCALÃO

EFEMÉRIDEManuel Viegas Carrascalão, veterano da luta pela independência de Timor-Leste, morreu em Díli no dia 11 de Julho de 2009. Nascera em Ataúro, em 16 de Dezembro de 1933.
Foi uma das figuras proeminentes do referendo para a autodeterminação realizado em 1999, ao ponto da sua casa ter sido atacada pelas milícias Aitarack, sob o comando de Eurico Guterres, opositor da independência em relação à Indonésia. Neste grave incidente, foi morto o seu filho Manuelito, apenas com 16 anos de idade. A casa tinha servido de refúgio a muitos timorenses, que tentavam escapar à violência que marcou aquele período conturbado da história do país.
Sucedeu, em 2001, a Xanana Gusmão na presidência do Conselho Nacional da Resistência Timorense, a coligação independentista de Timor-Leste.
Tinha onze irmãos, sendo o mais velho. Entre eles, João Viegas Carrascalão, que fundou a União Democrática Timorense e foi candidato presidencial em 2007, e Mário Viegas Carrascalão, fundador do Partido Social Democrata de Timor-Leste.
Em Maio de 1952, com apenas 18 anos, foi feito Cavaleiro da Ordem Civil do Mérito Agrícola e Industrial – Classe Agrícola.
Morreu, rodeado de familiares e amigos, no Hospital Nacional Guido Valadares, em Díli, na sequência de uma embolia cerebral.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...