terça-feira, 10 de janeiro de 2017

10 DE JANEIRO - ALEKSEY NICOLAYEVICH TOLSTOY

EFEMÉRIDEAleksey Nikolayevich Tolstoy, escritor russo, nasceu em Pougatchev no dia 10 de Janeiro de 1883. Morreu em Moscovo, em 23 de Fevereiro de 1945.
Estudou no Instituto de Tecnologia de São Petersburgo. Começou a sua carreira literária em 1907 com uma recolha de poemas e atingiu a plena notoriedade literária em 1911. Nos anos que antecederam a Revolução Russa, escreveu vários romances e sete peças teatrais, sendo considerado um dos mais dotados e brilhantes autores neo-realistas
No seguimento da Revolução de 1917, temendo represálias por ser aristocrata, exilou-se na Alemanha e depois em França. No Outono de 1921, cansado de estar fora do seu país, instalou-se em Berlim, na esperança de regressar à Rússia. Entretanto, colaborou num jornal pró soviético de Berlim. Reentrou na URSS em 1923, apoiando o governo e aproximando-se do Partido Comunista.
Aleksey Tolstoy foi uma figura pública proeminente do início do século XX. Pertencia à nobre família dos condes de Tolstoy e era parente de vários escritores. Trabalhou em muitos géneros literários, incluindo dramas, novelas sócio/psicológicas, romances históricos, ficção científica, contos folclóricos, histórias curtas e de não ficção, histórias e contos infantis, poesia, teatro e jornalismo. Era igualmente grande apreciador do folclore russo e tradutor.
Em 1939, foi honrado com a aceitação na Academia das Ciências da URSS e venceu três Prémios Estaline na área da literatura (1941, 1943 e 1946, este a título póstumo).
Em 1942, foi membro da comissão de investigação dos crimes dos invasores alemães, creditado como advogado de acusação e representante da União Soviética nos Julgamentos de Nuremberga.
Foi casado três vezes, tendo deixado uma descendência (filhos e netos) de cientistas, músicos, escritores e historiadores.  
Em 2001, a União dos Escritores da Rússia criou, em sua homenagem, um prémio nacional bianual para galardoar «as contribuições criativas para o desenvolvimento da literatura russa», abarcando duas tipologias: Narrativa Ficcional e Jornalismo.
Algumas das suas obras foram adaptadas ao cinema. Do seu romance “Ibycus” foi feita uma adaptação em banda desenhada, entre 1998 e 2001, tendo um dos álbuns vencido o Prémio de Melhor Álbum no Festival de Angoulême (França, 2000).

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...