sábado, 17 de janeiro de 2015

17 DE JANEIRO - EDE REMÉRYi

EFEMÉRIDE Ede Reméryi, de seu nome original Eduard Hoffmann, compositor e violinista húngaro, nasceu em Miskolc no dia 17 de Janeiro de 1828. Morreu em São Francisco (EUA), em 15 de Maio de 1898. Estudou no Conservatório de Viena entre 1842 e 1845.
Foi banido do Império Austro-Húngaro, por ter participado na Revolução Húngara de 1848, tendo ido para a Alemanha onde se tornou amigo de Johannes Brahms, que tinha então 15 anos e a quem fez descobrir a música húngara.
Perseguido também pelas autoridades alemãs, fugiu para os Estados Unidos da América, onde foi músico itinerante durante cinco anos. Regressou depois à Europa, onde reencontrou Brahms em Weimar. Estudou com Franz Liszt. Em 1854, foi solista de violino da rainha Victoria de Inglaterra.
Amnistiado em 1860, pôde voltar ao seu país, vindo a ser violinista do imperador Franz Josephs.
Retirou-se da vida pública durante alguns anos. Em 1865, fez uma tournée pela França, Alemanha. Bélgica e Holanda. Entre 1871 e 1877, viveu em Paris de onde, dois anos mais tarde, viajou para Londres. Foi depois para os Estados Unidos, país em que se instalou definitivamente. Visitou o Canadá e o México. Em 1886, iniciou uma nova tournée, desta feita pelo Japão, China, Cochinchina e Cabo da Boa Esperança.
Fez numerosas transcrições para violino de obras de Chopin, Bach e Schubert, entre outros. Foram todas publicadas sob o título “Nova Escola de Violino”. Morreu aos 70 anos, durante um concerto que estava a dar em São Francisco. A obra original mais conhecida de Ede Reméryi é o seu “Concerto para Violino”.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...