quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

8 DE JANEIRO - ARACY CORTES

EFEMÉRIDEAracy Cortes, de seu verdadeiro nome Zilda de Carvalho Espíndola, cantora brasileira, morreu no Rio de Janeiro em 8 de Janeiro de 1985. Nascera, igualmente na capital carioca, em 31 de Março de 1904.
Por iniciativa própria, Aracy começou a actuar em vários teatros, tornando-se muito conhecida pelo seu timbre de soprano e pelo seu jeito muito pessoal de cantar. O verdadeiro reconhecimento veio com a música “Que Pedaço” (1923) e “Jura, de Sinhô” (1928). Já em pleno sucesso e muito entrosada no mundo musical, seria ela a lançar também, na década de 1930, alguns compositores, então ainda desconhecidos, como Ary Barroso.
Com apresentações recorrentes em teatros de revista, que reuniam a nata do meio artístico da época, projectou-se como a primeira grande cantora popular, destacando-se num meio quase exclusivo de vozes masculinas. Foi dela também a interpretação de “Aquarela do Brasil”, a primeira e mais importante canção exportada do Brasil para os Estados Unidos.
Aracy revelou-se um dos maiores nomes do género samba-canção. Comparado ao bolero, em virtude da exploração e exaltação do tema amor-romântico ou pelo sofrimento de um amor não realizado, foi chamado também de dor-de-cotovelo ou fossa.
O samba-canção (surgido na década de 1930) antecedeu o movimento da bossa nova, que apareceu no final dos anos 1950 e que representou um refinamento e uma maior leveza nas melodias e interpretações, em detrimento dos dramas, dos ressentimentos e da melancolia.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...