sexta-feira, 26 de junho de 2015

26 DE JUNHO - VERONICA GUERIN

EFEMÉRIDE Veronica Guerin, jornalista irlandesa, morreu em Dublin no dia 26 de Junho de 1996. Nascera em Artane, em 5 de Julho de 1958. Cresceu em Dublin, tendo estudado no Trinity College. Trabalhou para a empresa do pai, antes de abrir uma agência de relações públicas.
Iniciou-se na profissão de jornalista depois dos 30 anos de idade e dedicava-se sobretudo a jornalismo de investigação criminal. Começou por trabalhar no diário irlandês “Sunday Independent. Recebeu várias ameaças de morte relacionadas com as suas reportagens e sofreu várias agressões, nomeadamente um tiro numa perna.
Exemplo de determinação e coragem, a sua sede incessante por justiça fez com que pagasse com a vida a investigação a fundo sobre a máfia e o tráfico de drogas em Dublin, durante a década de 1990. Denunciou também a ligação que alguns dos mais importantes gangsters tinham com o IRA. Foi vítima de um atentado nos arredores de Dublin, quando se encontrava dentro do seu carro, parada num semáforo. Dois motards dispararam sobre ela cinco tiros certeiros. Antes, chegara a ser espancada por um dos maiores mafiosos da cidade.
Depois do assassinato, a população da Irlanda revoltou-se e saiu às ruas em sinal de protesto. Os barões do tráfico tiveram os seus bens confiscados e foram presos. Um ano depois do acontecido, os crimes tinham baixado em mais de 50%.
Veronica Guerin é considerada uma heroína na Irlanda, com um memorial em sua homenagem na capital irlandesa e a instituição de uma bolsa com o seu nome, destinada a estudantes de jornalismo.
Foram realizados dois filmes baseados na sua vida: “When the Sky Falls” (2000) e “Veronica Guerin” (2003). A banda Savatage incluiu uma canção baseada na sua história no álbum “The Wake of Magellan” em 1998. O músico irlandês Christy Moore também escreveu uma canção em sua homenagem, chamada “Verónica”.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...