terça-feira, 11 de abril de 2017

11 DE ABRIL - ARNOLD ULITZ

EFEMÉRIDEArnold Ulitz, escritor alemão, nasceu em Breslau (Silésia, Polónia) no dia 11 de Abril de 1888. Morreu em Tettnang, em 12 de Janeiro de 1971.
Filho de um empregado da Deutsche Reichsbahn, companhia de caminhos-de-ferro alemã, cresceu em Katowice juntamente com os irmãos Otto e Georg. Professor desde 1913, escreveu romances históricos, novelas e poemas.
Os seus romances estão impregnados com as impressões da sua participação na Primeira Guerra Mundial. Com o primeiro romance, “Ararat” (1920), tornou-se desde logo notado pelo seu estilo expressionista. No romance “Das Testament” (1924) mostra o mundo dos anos pós-guerra, drasticamente corrompido.
No fim dos anos 1920, as suas novelas foram incluídas em antologias, ao lado de Hermann Hesse, Heinrich Mann, Robert Musil e Stefan Zweig, entre outros escritores de nomeada.
Em 1933, os nazis, acabados de chegar ao poder na Alemanha, inscreveram “Ararat” na lista dos livros proibidos, o mesmo aconteceu com “Worbs” e “Das Testament”.
Juntamente com o realizador Luis Trenker, Arnold Ulitz escreveu o guião do filme “O Filho Pródigo” (1934).
Em 1939, publicou dois romances – “Der wunderbare Sommer” e “Der große Janja” – e uma novela – “Die Reise nach Kunzendorf” – onde fala do nazismo, mas com prudência ao fazer comparações históricas.
Em Fevereiro de 1945, fugiu com a família para Tettnang, a cidade natal da mãe. Depois do fim da Segunda Grande Guerra, passou a escrever menos. Notava-se nele uma desilusão e tristeza, por não poder voltar à Silésia, onde nascera. Deixou de frequentar também os meios literários.
Em 1962, juntamente com outras personalidades, foi galardoado com a mais alta condecoração da Landsmannschaft Schlesien. Em 1967, recebeu o Prémio Andreas Gryphius que era atribuído a escritores da Silésia.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...