sexta-feira, 21 de abril de 2017

21 DE ABRIL - SOUSÂNDRADE

EFEMÉRIDESousândrade, de seu verdadeiro nome Joaquim de Sousa Andrade, poeta brasileiro, morreu em São Luís, Maranhão, no dia 21 de Abril de 1902. Nascera em Guimarães (Brasil), em 9 de Julho de 1832. É considerado por alguns como o maior poeta brasileiro do século XIX.
Formou-se em Letras na Sorbonne, em Paris, onde fez também o curso de Engenharia de Minas.
Publicou o primeiro livro de poesia, “Harpas Selvagens”, em 1857. Viajou por vários países até se fixar, em 1871, nos Estados Unidos, onde foi publicada a obra poética “O Guesa”, em que utilizou diversos recursos expressivos – como a criação de neologismos e de metáforas vertiginosas – que só foram valorizados muito depois da sua morte. Esta obra foi ampliada e corrigida, sucessivamente, nos anos seguintes.
No período de 1871 a 1879, foi secretário e colaborador do periódico “O Novo”, dirigido por José Carlos Rodrigues, em Nova Iorque.
De volta ao Maranhão, foi – em 1890 – presidente da Intendência Municipal de São Luís. Realizou a reforma do ensino, fundou escolas mistas e idealizou a bandeira do Estado, garantindo que as suas cores representam todas as raças ou etnias que construíram a história do Maranhão. Foi candidato a senador, mas desistiu antes da eleição. Ainda em 1890, foi presidente da comissão de preparação do projecto da Constituição Maranhense.
Em 1877, Sousândrade escreveu: «Ouvi dizer já por duas vezes que “O Guesa” só será entendido daqui a 50 anos. Entristeci. Decepção de quem escreveu 50 anos antes do tempo».
Morreu abandonado, na miséria e considerado louco. A sua obra foi esquecida durante décadas. Resgatada no início da década de 1960, pelos poetas Augusto e Haroldo de Campos, revelou-se uma das obras mais originais de todo o Romantismo Brasileiro, precursora das vanguardas históricas.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...