segunda-feira, 26 de novembro de 2012

EFEMÉRIDEDeborah Fialho Secco, actriz brasileira, nasceu no Rio de Janeiro em 26 de Novembro de 1979.
Aos 8 anos de idade, estreou-se na televisão fazendo publicidade. Aos dez, entrou no seu primeiro espectáculo, “Brincando de Era uma Vez”. No ano seguinte, actuou na sua primeira telenovela, “Mico Preto” da Rede Globo. Dedicou-se depois ao teatro, com participações especiais em séries e mini-séries da Globo.
Ao mesmo tempo que actuava em peças teatrais, como “Sapatinhos Vermelhos”, que lhe valeu a nomeação para o Prémio Coca Cola de Teatro, na categoria de Melhor Actriz Revelação, participou na televisão nos episódios “Tabu” e “Mamãe Coragem”, do programa Você Decide, e no especial infantil da Escolinha do Professor Raimundo, em comemoração ao Dia da Criança, ambos em 1992. Seguidamente, fez uma participação especial na mini-série “Contos de Verão”. Em 1994, transferiu-se para a TV Cultura, onde protagonizou a série “Confissões de Adolescente”, trabalho que a catapultou para a fama e pelo qual recebeu o Prémio da APCA na categoria de Actriz Revelação.
Em 1995, voltou à Globo, onde permanece até hoje, com um contrato exclusivo de artista do primeiro escalão e onde entrou na sua primeira telenovela de horário nobre, “A Próxima Vítima”. Em 1996, encarnou a espevitada Bárbara da novela “Vira-Lata” em que, durante boa parte do enredo, protagonizou um rapaz chamado Tatu. Posteriormente, fez a novela “Zazá” contracenando com Fernanda Montenegro. Em 1999, participou na telenovela “Suave Veneno” e, em Agosto deste mesmo ano, posou pela primeira vez para a edição brasileira da revista “Playboy”.
Continuou a fazer novelas e, em 2002, foi eleita a Personagem de Novelas Mais Apreciada pelos Telespectadores. Devido à sua grande sensualidade e aos seus desempenhos, foi capa da “Playboy” na edição comemorativa do 27º aniversário desta revista.
Em 2006, participou em “Dança no Gelo”, no programa Domingão do Faustão. No meio desta actuação, fracturou duas vértebras. Em 2007, fez uma participação especial na novela “Paraíso Tropical”. Em 2008, protagonizou a telenovela “A Favorita”. Depois de ter sido muito criticada nas suas últimas actuações em novelas, foi bastante elogiada por este seu trabalho.
Em 2010, fez a peça “Mais Uma Vez Amor” e participou nas filmagens da curta-metragem “Assim Como Ela”. No final do ano, voltou na série “As Cariocas”, no episódio “A Suicida da Lapa”.
Em 2011, foi estrela do filme sobre a vida de Bruna Surfistinha, uma ex-prostituta: “O Doce Veneno do Escorpião”. Ainda neste ano, interpretou uma das protagonistas da novela “Insensato Coração”. A personagem caiu no gosto do público e foi elogiada até pela Presidente Dilma Roussef.
Foi eleita a Mulher Mais Sexy do Mundo em 2011, pelos leitores da revista “VIP”, e a Mulher do Ano, pela revista “Alfa”. Em Dezembro, recebeu mais um prémio, o de Personalidade do Ano na Dramaturgia, evento promovido pela editora Três, que contou com a presença de Dilma Roussef. De acordo com um artigo da revista “Veja”, «Deborah Secco foi a celebridade brasileira mais citada pela imprensa no ano de 2011».
Em 2012, foi eleita como uma das 100 Personalidades Mais Influentes do Ano pela revista “Isto É”. No mesmo ano, foi incentivada por Steven Spielberg para trabalhar em Hollywood, onde representou o Brasil no 40º AFI Life Achievement Awards, prémio que homenageou a actriz Shirley MacLaine.
Em 1997, conheceu o realizador Rogério Gomes, com quem se casou, mas divorciaram-se em 2001. Teve vários namoros mais ou menos longos, mas sem chegar a novo casamento. Em 2007, Deborah começou a namorar com o jogador de futebol Roger Flores e foram morar juntos. Dois anos depois, casaram-se numa cerimónia discreta. Separam-se em Março de 2010, mas reataram a relação alguns meses depois. 

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...