quinta-feira, 21 de maio de 2015

21 DE MAIO - VLADIMIR SALNIKOV

EFEMÉRIDEVladimir Valerievitch Salnikov, ex-nadador da URSS, vencedor de quatro medalhas de ouro em Jogos Olímpicos, nasceu em Leninegrado, actual São Petersburgo, no dia 21 de Maio de 1960. Era conhecido por “Czar” e é considerado o melhor nadador de meio fundo de todos os tempos. Bateu doze recordes mundiais, nas provas dos 400m, 800m e 1 500 metros livres. Foi eleito Nadador do Ano pela revista “Swimming World Magazine”, em 1982.
Quando tinha sete anos, a mãe levou-o a uma piscina para participar numa prova de natação. Um ano depois, começou a treinar regularmente sob a orientação de um treinador. Salnikov representou o Zenith e, mais tarde, as Forças Armadas Soviéticas.
Fez a sua estreia nos Jogos Olímpicos de 1976 em Montreal, com 16 anos de idade. Bateu então o recorde europeu dos 1 500m livres, mas terminou em 5º lugar. A sua longa sequência de vitórias internacionais iniciou-se no Campeonato Europeu de 1977, onde ganhou a medalha de ouro na sua prova favorita, os 1 500 metros.
Nos Mundiais de Berlim, em 1978, ganhou novas medalhas de ouro nos 400m e 1 500m, fixando um novo recorde mundial nos 400m. Um ano depois, outro recorde mundial, desta vez nos 800m, tornando-se o primeiro homem a completar a distância em menos de 8 minutos.
Nos Jogos Olímpicos de Moscovo em 1980, Salnikov ganhou as medalhas de ouro dos 400m, da estafeta 4x200m e dos 1 500m, prova que terminou em 14m58s27, sendo o primeiro atleta a nadar a distância abaixo dos 15 minutos.
Em 1982, confirmou os seus títulos mundiais e, um ano mais tarde, nos Europeus, bateu novamente o recorde mundial dos 1 500m com 14m54s76. O recorde duraria até 1991, ano em que foi batido pelo alemão Jörg Hoffmann.
A União Soviética boicotou as Olimpíadas de Los Angeles em 1984, como os EUA tinham feito em Moscovo quatro anos antes. Quando voltou, nos Jogos Olímpicos de Seul (1988), Salnikov tinha 28 anos e era já considerado velho demais. Apesar de ter estabelecido um recorde mundial em 1986, nos 800m, achavam que ele estava em declínio. Salnikov, no entanto, espantou o mundo ao ganhar os 1 500m com uma espectacular recuperação na parte final da prova. Em virtude desta proeza, quando entrou no restaurante da Aldeia Olímpica naquela noite, recebeu uma ovação de pé, de todos os atletas presentes.
Esteve invencível nos 1 500 metros entre 1977 e 1986, num total de 61 finais consecutivas. É actualmente presidente da Federação Russa de Natação

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...