terça-feira, 10 de janeiro de 2012




EFEMÉRIDE Abraham-Louis Breguet, mestre relojoeiro francês, nasceu em Neuchâtel, na Suíça, em 10 de Janeiro de 1747. Morreu em Paris no dia 17 de Setembro de 1823. É um dos 72 nomes inscritos na Torre Eiffel.


Aos 15 anos, foi colocado pelo padrasto como aprendiz de relojoeiro em Les Verrières, no Val-de-Travers. A mãe e o padrasto morreram pouco tempo depois e ele viu-se obrigado a ganhar os proventos necessários para a sua subsistência e da irmã mais velha.


Abraham-Louis prosseguiu a sua formação em Versailles, onde ficou dez anos e onde aprendeu mais em pormenor a arte de relojoeiro. Depois de estudos aprofundados, abriu em Paris a relojoaria Breguet. Cinco anos mais tarde, já era conhecido a nível internacional, em virtude das suas fabulosas invenções e pelos melhoramentos feitos aos relógios já inventados.


Aperfeiçoou os relógios perpétuos (de balanço), empregou pela primeira vez rubis em relojoaria e foi o inventor do relógio de pulso em 1810.


Tornou-se rapidamente um mestre na sua arte, inventando e fabricando também instrumentos científicos, para físicos e astrónomos. Enriqueceu a ciência com um grande número de cronómetros, relógios astronómicos, relógios para a Marinha e termómetros metálicos. O seu estabelecimento tornou-se célebre.


Foi considerado oficialmente mestre relojoeiro em 1784. Cinco anos depois, face ao clima de terror provocado pela revolução francesa, foi aconselhado a deixar o território francês por ter sido fornecedor da corte. Refugiou-se na Suíça, onde ficou durante três anos. Voltou a Paris em 1792.


O resto da sua vida foi uma longa série de invenções e de aperfeiçoamentos. Foi escolhido c0mo relojoeiro da Marinha e o Serviço das Longitudes admitiu-o como um dos seus membros. Em 1816, entrou para a Academia das Ciências, Secção de Mecânica. Foi também nomeado Cavaleiro da Legião de Honra.


Depois da sua morte, a empresa foi herdada pelo filho Antoine-Louis. Falida em 1987, foi comprada pelo Swatch Group em 1999 e deslocalizada para a Suíça.


A rainha Maria Antonieta, o rei Luís XVI, Napoleão, a imperatriz Josefina, a rainha Vitoria e Winston Churchill, entre muitas outras personalidades importantes, possuíram relógios Breguet.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...