quarta-feira, 25 de janeiro de 2012




EFEMÉRIDEMiklós “Miki” Fehér, futebolista húngaro, morreu em Guimarães, Portugal, em 25 de Janeiro de 2004. Nascera em Tatabánya no dia 20 de Julho de 1979. Era irmão da modelo Orsi Fehér.


A sua carreira começou no Győri ETO F. C. (1996/1998), clube da sua cidade natal, tendo vindo para Portugal representar o F. C. Porto (1998/1999). Não conseguiu no entanto impor-se na equipa e foi emprestado ao Salgueiros (1999/2000) para adquirir experiência. Foi cedido depois ao Sporting de Braga (2000/2001), onde teve a sua melhor época. Após Pinto da Costa, presidente do Porto, se ter desentendido com o agente do jogador, Fehér negou-se a cortar relações com o seu agente e abandonou o clube como persona non grata. Veio então para Lisboa, onde assinou pelo S. L. e Benfica (2001/2004).


Morreu durante um jogo em que o Benfica defrontava o Vitória de Guimarães para a Liga. Após o árbitro lhe ter mostrado um cartão amarelo, sentiu-se mal e pôs as mãos nos joelhos, tendo de seguida caído de costas no chão. Foi prontamente assistido pelos médicos das duas equipas, que se aperceberam da sua paragem cardíaca e o tentaram reanimar no próprio relvado. Foi transportado para o hospital, não tendo sobrevivido. O médico legista anunciaria que Fehér morrera vítima de uma «arritmia cardíaca, provocada por uma cardiomiopatia hipertrófica». Tinha 24 anos.


Em sua memória, o Benfica decidiu nunca mais atribuir o número 29, utilizado por Fehér, às camisolas usadas pelos jogadores do Benfica.


Fizera a sua estreia na Selecção Húngara em Outubro de 1998, tendo sido internacional 25 vezes.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...