domingo, 1 de janeiro de 2012




EFEMÉRIDE Henrique César de Araújo Pousão, pintor português pertencente a 1 ª geração naturalista, nasceu em Vila Viçosa no dia 1 de Janeiro de 1859. Morreu na mesma localidade em 20 de Março de 1884, vítima de tuberculose. Tinha apenas 25 anos de idade.


Foi o mais inovador pintor português da sua geração, reflectindo, na sua obra naturalista, influências de pintores impressionistas, como Pissarro e Manet. Pintou também paisagens que ultrapassaram as preocupações estéticas da pintura do seu tempo.


Aprendeu a pintar na Academia Portuense de Belas Artes. Bolseiro do Estado, partiu para Paris em 1880. Por razões de saúde, trocou a França por Itália. Em Nápoles, Capri e Anacapri, executou algumas das suas melhores pinturas. Em Roma, foi sócio do Círculo dos Artistas e frequentou sessões nocturnas de Modelo Vivo.


Considerado um dos maiores pintores portugueses da segunda metade do Século XIX, Henrique Pousão desenvolveu toda a sua produção artística, ainda em fase de formação. A sua pintura foi marcada pelos locais por onde passou.


Em França, revelava já a originalidade que, mais tarde, marcaria a sua obra: um entendimento da luz e da cor, traduzido nas representações das margens do Sena, dos bosques sombrios dos arredores de Paris e em aspectos da aldeia de Saint-Sauves.


Em Roma, embora tenha aderido ao gosto académico, afastou-se do registo mimético e narrativo do naturalismo. Pintou ruas, caminhos, pátios, casas e fragmentos de paisagens, expressando as formas em grandes massas de cor, em jogos de claro-escuro e de luz-sombra. Em algumas das suas obras, as composições assumem formas sintetizadas, próximas de uma expressão abstracta, caso de excepção na pintura portuguesa sua contemporânea. Através da obra de Henrique Pousão, é possível traçar o “antes” e o “depois” do naturalismo.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...