sábado, 16 de junho de 2012

EFEMÉRIDEJean Bruno Wladimir François-de-Paule Le Fèvre d'Ormesson, romancista, filósofo e cronista francês, nasceu em Paris no dia 16 de Junho de 1925.
Jean d’Ormesson passou parte da sua juventude na Baviera, na Roménia e no Brasil. O pai, André Lefèvre, Marquês de Ormesson, era um diplomata francês que foi embaixador em vários países.
Ingressou com 19 anos na École Normale Supérieure. Licenciou-se em Letras e História, sendo depois admitido como agregado de Filosofia. Foi Secretário-geral do Conselho Internacional de Filosofia e Ciências Humanistas na UNESCO em 1950, antes de se tornar seu Presidente em 1992. Em Outubro de 1973, foi eleito membro da Academia Francesa. Com a morte de Claude Lévi-Strauss em Outubro de 2009, tornou-se o decano da Academia.
Foi o grande artesão da entrada na Academia de Marguerite Yourcenar, a primeira mulher a consegui-lo (1980).
Em 1962, casou-se com Françoise Béghin, filha de um magnata do açúcar e da imprensa e prima do cineasta Louis Malle.
Foi adjunto do chefe de redacção, membro do comité de redacção (desde 1971) e depois chefe de redacção da revista “Diogène” (Ciências Humanas). Várias vezes conselheiro em gabinetes ministeriais, foi igualmente membro de diversas delegações francesas em conferências internacionais, nomeadamente na Assembleia-geral das Nações Unidas em 1948. Assegurou a direcção do jornal francês “Le Fígaro” de 1970 a 1979.
Publicou numerosos romances e continua a colaborar regularmente na rubrica “Debates e Opiniões” do jornal “Le Figaro”.
A sua biografia foi publicada em 2009, sob o título “Jean d’Ormesson ou l'élégance du bonheur”. Foi distinguido com o grau de Cavaleiro da Legião de Honra em 2010.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...