quinta-feira, 31 de outubro de 2013

MONFORTE (glosa em quadra)




«És vida, poema e cor,
Que sais da terra fresquinha,
Espelho, pureza, esplendor,
Fonte da vida, rainha.»
Rosa Pires

MONFORTE

Desde que fui a Monforte,
Relembro-te com amor.
És terra com muita sorte,
És vida, poema e cor.

De tudo o que vi gostei,
Comi na bela tasquinha,
Mesmo a ti saboreei,
Que sais da terra fresquinha.

Tuas ribeiras e festas
Afastam qualquer torpor.
És a vida sem arestas:
Espelho, pureza, esplendor.

És agora a lembrança,
Recordação muito minha.
És uma linda criança,
Fonte da vida, rainha!


Gabriel de Sousa

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...