segunda-feira, 25 de novembro de 2013

BROA DE AVINTES (quadras)

BROA DE AVINTES 2013
(quadras)
1
Porque sou interesseiro,
Vou casar com a padeira.
Quero ter o ano inteiro
A broa à cabeceira.
2
Com formato diferente
E sabor sem igual,
Avintes oferece à gente
A “Broa de Portugal”.
3
Barqueira que vais no Douro,
Levando a broa à Ribeira,
Vales mais do que um tesouro,
Que uma jóia verdadeira!
4
Desde o moleiro à padeira,
Com crenças, rezas e preces,
Faz-se a broa verdadeira
Que tu nunca mais esqueces.
5
Centeio e água pura,
Fabrico artesanal,
Seis horas de cozedura:
- Eis a broa divinal!

 Gabriel de Sousa

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...