sábado, 30 de novembro de 2013

30 DE NOVEMBRO - YOLANDA SOARES



EFEMÉRIDEYolanda Soares, de seu verdadeiro nome Iolanda Isabel d'Albuquerque Pina Soares, cantora portuguesa, nasceu em Lisboa no dia 30 de Novembro de 1971.
Cresceu no seio de uma família com fortes tradições musicais e artísticas, particularmente o fado e a dança. Frequentou o Conservatório Nacional de Lisboa, primeiro como bailarina e depois como cantora. Terminado o curso de canto, iniciou uma caminhada para se descobrir a si própria, aventurando-se em experiências múltiplas que ela própria chamou de «Universidade Artística».
Directora, autora e cantora de quase todos os espectáculos produzidos pela empresa By The Music e, depois de uma larga experiência nos diversos estilos musicais com que teve contacto, Yolanda encontrou finalmente o caminho que a caracteriza. É uma cantora que alia influências de canto clássico, canto gregoriano, fado, pop, trance, rock sinfónico e jazz, num registo de “crossover” (fusão de várias influências musicais e visuais).
O gosto pelo fado, pela música clássica e pela originalidade, aliado à impulsividade que a caracteriza, fazem do seu trabalho uma autêntica “caixinha de música” de emoções e algo realmente diferente. A versatilidade da sua voz é um dom que ela utiliza como uma brincadeira, num mundo tão sério como o do fado. Yolanda gosta dessa diferença, pois «pretende mexer com os sentimentos de quem a rodeia, gosta de despertar emoções para mostrar que o mundo que existe dentro de todos nós é único e maravilhoso».
Em 2007, lançou o seu primeiro álbum, “Music Box – Fado em Concerto”, criado juntamente com Abel Chaves, que inclui temas já conhecidos e também alguns originais, misturando fado e música clássica. O disco contou com a colaboração de uma orquestra da República Checa e ainda cinco vozes líricas, piano, guitarra portuguesa, cravo, sintetizador e bateria. Em 2010, lançou o álbum “Metamorphosis”.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...