sábado, 14 de fevereiro de 2015

14 DE FEVEREIRO - AUGUSTO DE CAMPOS

EFEMÉRIDEAugusto Luís Browne de Campos, poeta, tradutor, crítico e ensaísta brasileiro, nasceu em São Paulo no dia 14 de Fevereiro de 1931.
Estreou-se em 1951 com o livro “Rei Menos o Reino”, quando ainda era estudante na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. É um dos criadores da Poesia Concreta no Brasil, juntamente com o seu irmão Haroldo de Campos e com Décio Pignatari que, ao romperem com o Clube de Poesia, lançaram a revista “Noigandres” (1952). Usando recursos visuais, como a disposição geométrica das palavras, a aplicação de cores e de diferentes tipos de letras, Augusto criou “Poetamenos” (1953), “Pop-cretos” (1964), “Poemóbiles” (1974) e” Caixa Preta” (1975). Boa parte desta produção está reunida nas colectâneas “Viva Vaia” (1979), “Despoesia” (1994) e “Não” (2004).
Além de traduzir, entre outros, Stéphane Mallarmé, James Joyce, Ezra Pound, Vladimir Maiakóvski, Arnaut Daniel e e. e. Cummings, publicou as antologias “Re-Visão de Sousândrade” (1964) e “Re-Visão de Kilkerry” (1971).
Os seus textos críticos podem ser lidos em “Teoria da poesia concreta”, “Balanço da Bossa”, “À margem da margem” e “Anticrítico”. A sua obra dialoga também com a música, tendo feito parcerias em canções gravadas por Caetano Veloso e Arrigo Barnabé. Gravou ainda o CD “Poesia é Risco”, junto com o seu filho Cid Campos (1994).

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...