quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

4 DE FEVEREIRO - JONATHAN LARSON

EFEMÉRIDEJonathan Larson, actor, compositor, cenarista e produtor de teatro norte-americano, nasceu em Mount Vernon no dia 4 de Fevereiro de 1960. Morreu em Nova Iorque, em 25 de Janeiro de 1996. Abordava frequentemente, nos seus trabalhos, temas como a homossexualidade, o consumo de drogas e a SIDA. Recebeu, a título póstumo, três Tony Awards e um Pulitzer Prize for Drama.
Larson conviveu com a música desde muito pequeno, tocando trompete e tuba, e participando no coro do seu colégio. Teve também aulas de piano. As suas primeiras influências musicais foram estrelas como Elton John, The Beatles e The Doors, mas também o compositor clássico de musicais Stephen Sondhein. Larson protagonizou igualmente várias peças na White Plains High School.
Ganhou uma bolsa de quatro anos na Adelphi University, em Garden City, onde actuou em inúmeras peças e musicais de teatro. Enquanto esteve na faculdade, compôs músicas para produções estudantis. Após se diplomar, participou num programa teatral de verão, em Augusta, como pianista. O resultado foi a obtenção de um cartão para ingresso na Actors 'Equity Association.
Larson mudou-se então para um sótão na esquina da Greenwich Street com a Spring Street, em Lower Manhattan. Trabalhou durante cerca de dez anos como empregado de mesa nos fins-de-semana e, durante a semana, compunha e organizava castings.
Antes de compor “Rent”, o seu musical mais famoso, escreveu inúmeras peças com variados níveis de sucesso e de produção. Entre as suas primeiras obras, encontra-se “Sacrimmoralinority”, o seu primeiro musical, que foi co-escrito com David Glenn Armstrong e originalmente encenado na Adelphi University, no inverno de 1981.
Entre 1983 e 1990, escreveu “Superbia”, peça originalmente concebida como uma versão rock futurista do livro de George Orwell, “Nineteen Eighty-Four”, embora os direitos lhe tenham sido negados pelos herdeiros do autor. “Superbia” ganhou o Richard Rodgers Production Award e o Richard Rodgers Development Grant, embora não tenha sido totalmente produzido, pelo motivo anteriormente aduzido.
Além das peças teatrais escritas antes de “Rent”, ele também escreveu várias músicas de sucesso e actuou em algumas peças. Para as suas primeiras obras, Larson ganhou uma bolsa. Recebeu igualmente o Prémio da Sociedade Americana de Compositores, Autores e Editores e o Gilman and Gonzalez-Falla Theatre Foundation's Commendation Award.
Foi o dramaturgo Billy Aronson quem lhe deu a ideia, em 1988, de fazer uma actualização de “La Bohème” (Puccini) para a moderna e boémia cidade de Nova Iorque. No entanto, só em 1991, Larson veio a criar “Rent”. Ambos fizeram então um acordo, segundo o qual, se “Rent” fosse para a Broadway, os dois compartilhariam a sua produção. A versão que é agora conhecida em todo o mundo não foi apresentada publicamente antes da sua morte. Larson faleceu, aos 35 anos, vítima de um aneurisma, justamente na véspera da estreia oficial. O musical “Rent” encheu plateias da Broadway durante vários anos e foi adaptado ao cinema em 2006.
Após a sua morte, a família e os amigos criaram a Jonathan Larson Performing Arts Foundation para ajudar financeiramente todos os artistas, sobretudo os escritores e compositores de musicais de teatro.
Os trabalhos de Jonathan foram doados, em 2003, à Biblioteca do Congresso Americano em Washington. 

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...