domingo, 5 de junho de 2011

EFEMÉRIDEErasmo Carlos, de seu verdadeiro nome Erasmo Esteves, cantor e compositor brasileiro, nasceu no Rio de Janeiro em 5 de Junho de 1941.
A sua parceria com Roberto Carlos é seguramente a de maior sucesso na história da música popular brasileira, tanto em termos de vendas como em gravações feitas por outros artistas, não só do Brasil mas igualmente de outros países. Os dois compuseram mais de 500 canções.
Erasmo foi apresentado a Roberto que precisava da letra da canção “Hound Dog”, um sucesso na voz de Elvis Presley. Erasmo seria a pessoa que possuía tal letra, pois era um grande fã do cantor americano. Descobriram depois outras afinidades, pois ambos admiravam James Dean, Marlon Brando e Marilyn Monroe, torcendo igualmente pelo Vasco da Gama. Fizeram parte do grupo “The Snakes”, onde Erasmo aprendeu a tocar violão.
Com a chegada da Bossa Nova, Erasmo também se deixou influenciar pelo género. Antes de seguir carreira a solo, fez ainda parte da banda “Renato e Seus Blue Caps”.
Participou no programa “Jovem Guarda” onde tinha a alcunha de Tremendão, imitando as roupas e o estilo de seu ídolo Elvis. Os maiores sucessos como cantor, nessa fase, foram “Gatinha Manhosa” e “Festa de Arromba”.
Participou nos filmes “Roberto Carlos a 300 Quilómetros por Hora” (1971) e “Os Machões” (1972).
Nos anos 1980 começou com outro projecto ambicioso: ”Erasmo Convida”. Foram 12 canções interpretadas em dueto com Nara Leão, Maria Bethânia, Gal Costa, Wanderléa, “As Frenéticas”, Gilberto Gil, Rita Lee, Tim Maia, Jorge Ben e Caetano Veloso. A faixa de abertura do álbum foi a que teve maior destaque nas rádios: “Sentado à Beira do Caminho”, com Roberto Carlos.
O LP “Mulher” teve grande êxito, mas trouxe-lhe igualmente a obrigação contratual por parte da editora Polygram de lançar um trabalho inédito todos os anos.
O projecto “Nordeste Já” (1985) abraçou a causa da seca nordestina, unindo 155 vozes num compacto, de criação colectiva, com as canções “Chega de Mágoa” e “Seca d'Água”.
Em 1995 foi elemento destacado nas comemorações dos trinta anos da “Jovem Guarda”, que rendeu vários discos e shows. No ano seguinte, gravou o álbum “É Preciso Saber Viver”, com regravação de canções do seu repertório. Sobressaía “Do Fundo do Meu Coração”, um dueto com Adriana Calcanhotto.
Só em 2001 voltou a lançar um novo disco: “Pra Falar de Amor”. Destacava-se “Mais um na Multidão”, dueto com Marisa Monte da autoria de Erasmo Carlos, Marisa Monte e Carlinhos Brown. No ano seguinte, lançou o seu primeiro DVD ao vivo, além de um CD duplo.
No início de 2004 publicou “Santa Música”, com doze canções de sua autoria. Em 2007 lançou de novo um disco, no qual recebeu convidados. “Erasmo Convida, Volume II” apresentou encontros musicais em que fez parceria com Roberto, Adriana Calcanhotto, Simone, Marisa Monte, Milton Nascimento e as bandas “Skank” e “Los Hermanos”.
Em 5 de Junho de 2009, dia em que completou 68 anos, lançou através da sua editora “Coqueiro Verde”, o CD “Rock 'n' Roll”, uma homenagem ao género que mais o influenciou.
Em 2010 compôs, em colaboração com Eduardo Lages e Paulo Sérgio Valle, um samba enredo para a “GRES Beija-Flor”.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...