sexta-feira, 11 de novembro de 2011




EFEMÉRIDE – Kama Sywor Kamanda, escritor congolês de origem egípcia, nasceu em Luebo, no Congo, em 11 de Novembro de 1952.


É diplomado em Literatura (1968), em Jornalismo (Escola de Jornalismo de Kinshasa, 1969) e em Ciências Políticas (Universidade de Kinshasa, 1973). Tem licenciatura em Filosofia e Humanidades (Universidade de Kinshasa, 1975) e estudou Direito na Universidade de Liège em 1981.


Distinguiu-se pelos seus contos inspirados nas experiências pessoais, no imaginário e nas tradições e realidades do continente africano. Narrações fantásticas trazidas por um espírito visionário, os seus contos estão impregnados da cultura e da civilização de África, mas acabam por transcender o espaço e o tempo e atingir o universal.


Como poeta, ele soube dar um novo sopro e grandeza à poesia contemporânea, graças à riqueza da sua linguagem e ao seu domínio da metáfora. Os poemas de Kamanda são viagens entre o real e o irreal, o imaginário e a razão, o exílio e o enraizamento, a dor e a felicidade, o histórico e o eterno. Ao mesmo tempo clássica e inventiva, a sua poesia é ornada de um apelo profundo à harmonia, para além das tormentas dos corpos e dos corações.


Como romancista, ele não se cansa de trazer consigo a sua África e os seus sonhos. Revela-se um verdadeiro resistente face aos poderes totalitários e um cúmplice dos homens e das mulheres, que lutam em silêncio pelo respeito dos seus direitos e pela sua sobrevivência e a dos seus filhos.


Convidado como conferencista por várias universidades de todo o mundo, ele é também autor de críticas culturais e políticas. Tem recebido numerosas consagrações, de que se salienta o Prémio Heredia da Academia Francesa (2009) pela sua “Obra Poética: edição integral”.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...