terça-feira, 15 de novembro de 2011




EFEMÉRIDESérgio Paulo Marceneiro da Conceição, ex-futebolista português, nasceu em Coimbra no dia 15 de Novembro de 1974.


Começou a sua carreira profissional no Penafiel. Depois de ter passado pelo Leça e pelo Felgueiras, ingressou no F. C. do Porto em 1996. Treinado por António Oliveira, assumiu-se como titular indiscutível da equipa que se sagrou Campeã de Portugal em 1996/1997. Na época seguinte foi ainda mais influente, ajudando o Porto a revalidar o título e a conquistar a Taça de Portugal.


As boas exibições de Sérgio Conceição valeram-lhe a transferência por cerca de 10 milhões de euros para o campeonato italiano, um dos mais ricos e competitivos da Europa. Durante as temporadas 1998/99 e 1999/2000, representou a Lázio de Roma, um dos mais importantes clubes italianos. No primeiro ano venceu a Super Taça de Itália e a Taça das Taças, uma importante competição europeia. Na segunda época ganhou o Campeonato Italiano e a Taça de Itália.


Na temporada seguinte, contra sua vontade, foi cedido ao Parma, um clube mais modesto onde também foi titular. A sua cotação levou a que rapidamente, em 2001/2002, ingressasse num clube grande, mais precisamente no Inter de Milão, onde permaneceu durante duas épocas.


Regressado à Lázio de Roma, acabou por rescindir o contrato de mútuo acordo e voltou a Portugal, assinando pelo Porto até ao final da época 2003/2004. Não foi muito feliz, também devido a lesões, e deu por findo o contrato com a equipa portista.


Assinou pelo clube belga Standard de Liège, no qual foi a figura principal, sendo considerado o Melhor Jogador da época 2004/2005 e ganhando a Bota de Ouro. Protagonizou um caso polémico de agressão a um árbitro, o que lhe valeu uma punição de quatro meses. Durante o período de suspensão, foi embaixador de uma campanha anti-racismo e organizou a venda de camisolas com o seu nome e a recolha de milhares de euros para múltiplas associações de que era padrinho. Desde a sua chegada a Liège, apadrinhou igualmente um rapazinho com cancro, visitando-o frequentemente.


Após uma curta passagem pelo Al-Qadisiyah da Arábia Saudita, na época de 2007/08 mudou-se para o futebol grego, indo representar o PAOK de Salónica.


Foi internacional 56 vezes, tendo feito a sua estreia pela Selecção Nacional em Novembro de 1996. O ponto alto da sua carreira na selecção portuguesa aconteceu no Euro 2000, disputado na Bélgica e Holanda, quando fez um hat-trick com o qual Portugal derrotou a Alemanha. Na qualificação para o Mundial 2002, marcou 4 golos alguns deles também decisivos.


Em Novembro de 2009 anunciou o fim da sua carreira como futebolista profissional, assumindo o cargo de director desportivo do PAOK. Em Junho de 2010 voltou ao Standard de Liège como treinador-adjunto, fazendo parte da equipa técnica que ganhou a Taça da Bélgica 2011.


Em sua homenagem, foi dado o seu nome ao Estádio Municipal de Taveiro, no Concelho de Coimbra.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...