quarta-feira, 24 de outubro de 2012

EFEMÉRIDEJohn McCarthy, cientista e um dos pioneiros da Inteligência Artificial, morreu na Califórnia em 24 de Outubro de 2011. Nascera em Boston no dia 4 de Setembro de 1927.
Filho de dois imigrantes, pai irlandês e mãe judia lituana, viajou frequentemente até o pai encontrar trabalho em Los Angeles.
John McCarthy demonstrou, desde muito novo, interesse pela matemática. Durante a adolescência, aprendeu sozinho, lendo os livros utilizados no Instituto Tecnológico da Califórnia (Caltech). Quando mais tarde ingressou no Caltech, os conhecimentos já adquiridos permitiram-lhe passar com extrema facilidade os dois primeiros anos. Licenciado em 1948, continuou os estudos para obter o doutoramento.
Em 1951, depois de se doutorar em Matemática na Universidade de Princeton, criou – juntamente com Fernando Corbató – a técnica do tempo partilhado, que permitia a vários utilizadores o emprego simultâneo de um mesmo computador. Em 1955, dirigiu a Conferência de Dartmouth, onde apresentou um logaritmo de avaliação que teve um papel fundamental na programação da inteligência artificial, utilizado nomeadamente pela maioria dos programas de xadrez. Foi igualmente o criador, em 1958, da linguagem LISP.
A partir de 1962, foi professor na Universidade de Stanford e no Massachusetts Institute of Technology (MIT), até se reformar em 2000. Recebeu o Prémio Turing pelos seus trabalhos em Inteligência Artificial (1971) e a Medalha Nacional de Ciências dos Estados Unidos, de Matemática, Estatísticas e Informática (1991). Membro do Museu de História do Computador (1999), recebeu a Medalha Benjamin Franklin de Informática e Ciências Cognitivas em 2003.  Já depois de reformado, escreveu a novela de ficção científica “O Robot e o Bebé”. 

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...