terça-feira, 9 de outubro de 2012

EFEMÉRIDEMorris Langlo West, escritor australiano, morreu em Avalon no dia 9 de Outubro de 1999, vítima de ataque cardíaco. Nascera em St. Kilda, Victoria, em 26 de Abril de 1916.
Passou 12 anos da sua vida num mosteiro (Frères des Écoles chrétiennes), ali fazendo os estudos secundários, não seguindo porém a vida sacerdotal. Em 1937, formou-se na Universidade de Melbourne e foi depois professor, durante muito tempo.
Nas suas obras, West revela o seu interesse pela política internacional e pelo papel da Igreja católica nos assuntos internacionais. Uma das suas obras mais célebres, “Os sapatos de São Pedro”, prevê a eleição de um papa eslavo, quinze anos antes da ascensão de Karol Wojtyla ao papado (João Paulo II).
Deixou a Austrália em 1955, para ir viver na Áustria, em Itália, em Inglaterra e nos Estados Unidos, só regressando ao seu país em 1980.
Escreveu “O Advogado do Diabo” (Prémio James Tait Black Memorial, 1959), “As Sandálias do Pescador” e mais 25 romances, além de peças de teatro e programas de rádio.
Morreu quando escrevia os últimos capítulos de “A última confissão”, livro sobre o processo e encarceramento de Giordano Bruno, que foi queimado numa fogueira por heresia em 1600. Bruno era um personagem pelo qual Morris West nutria simpatia e com o qual se identificava. Em 1969, já publicara uma peça de teatro, “O herético”, sobre o mesmo assunto.  

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...