sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

12 DE DEZEMBRO - LIBERTAD LAMARQUE

EFEMÉRIDELibertad Lamarque de Bouza, actriz e cantora argentina radicada no México, morreu na Cidade do México em 12 de Dezembro de 2000. Nascera em Rosário, Argentina, no dia 24 de Novembro de 1908.
Filha de um uruguaio de origem francesa e de uma imigrante espanhola, mostrou desde os primeiros anos de vida grande talento para o teatro e para o canto. Aos sete anos, estreou-se numa peça de teatro e aos doze anos já era profissional. Em 1922, a família Lamarque foi viver para Buenos Aires, cidade onde Libertad poderia ter um melhor futuro artístico. Aos dezoito anos, gravou o seu primeiro disco de tangos, que teve grande sucesso. Os êxitos sucederam-se.
Libertad casou-se com Emílio Romero, com quem teve uma filha – Mirtha. Passados anos, as decepções começaram a surgir e Libertad pediu o divórcio, o que não era nada fácil naquela época.
Iniciou-se no cinema com “Adios Argentina” (1929) e protagonizou “Tango”, o primeiro filme sonoro argentino (1933). Seguiram-se mais de sessenta filmes, tendo num deles sido dirigida por Luis Buñuel (“Tampico”;1947)  
Libertad começou entretanto a ter crises de depressão nervosa e tentou mesmo o suicídio, atirando-se da janela de um hotel em Santiago do Chile, onde se encontrava em tournée. Um toldo do próprio hotel salvou-a. De seguida, o ex-marido tirou-lhe a filha e levou-a para o Uruguai. Libertad, acompanhada de um advogado e de um amigo músico, partiu para Montevideu, com o propósito de recuperar Mirtha, o que conseguiu.
Fixou-se no México, onde se tornou muito popular como actriz dramática e cantora de tangos, boleros e canções folclóricas da América Latina. Ao longo da sua carreira, terá gravado mais de 400 canções, não só no México e no seu país natal, mas também em Cuba e em Espanha.
Quando voltou a Buenos Aires, entrou na peça “La Dolly Levy”, sendo muito acarinhada pelo publico. A partir dos anos 1970, trabalhou frequentemente na televisão. Em toda a América do Sul, quando cantava, juntava multidões.
Com 92 anos de idade, Libertad continuava activa, alegre, cordial e muito feliz, porque participava ainda na telenovela “Carita de ángel”. Numa manhã de Dezembro, sentiu-se mal e teve de ser internada de urgência no Hospital do Distrito Federal Mexicano, onde esteve durante dez dias. Veio a falecer no dia 12 de Dezembro, dia da Virgem de Guadalupe. 

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...