terça-feira, 8 de dezembro de 2015

8 DE DEZEMBRO - MAXIMILIAN SCHELL

EFEMÉRIDEMaximilian Schell, actor, realizador e produtor de cinema austríaco, naturalizado suíço, vencedor de um Oscar de Melhor Actor, nasceu em Viena no dia 8 de Dezembro de 1930. Morreu em Innsbruck, em 1 de Fevereiro de 2014.
Filho de um dramaturgo e de uma actriz, tanto ele como os irmãos seguiram a vida artística. Estudou Arte Dramática em Zurique e estreou-se no cinema em 1955, com pequenos papéis em dois filmes alemães.
Descoberto pelo realizador Laszlo Benedek, fez vários filmes no cinema germânico até se estrear em Hollywood em 1958 (“O Baile dos Malditos”, ao lado de Marlon Brando). Em 1961, veio o reconhecimento da crítica internacional quando fez o papel de Hans Rolfe, o advogado de defesa dos oficiais nazis, em “O Julgamento de Nuremberga” que lhe valeu o Oscar e o Globo de Ouro de Melhor Actor. Protagonizou depois grandes produções, como “Topkapi” (1964).
Em 1970, estreou-se na realização com o filme “O Primeiro Amor”. Em 1984, ganhou vários prémios como realizador pelo documentário “Marlene”, que contava a vida e a carreira da actriz Marlene Dietrich.
Maximilian era padrinho da actriz Angelina Jolie. De 1986 a 2005, foi casado com a actriz russa Natalia Andreïtchenko, com quem teve a filha Natassja. A partir de 2008, viveu com a cantora germano-croata Iva Mihanovic, 47 anos mais nova do que ele e com quem casou em 2013. Trabalharam em projectos comuns, nomeadamente na opereta “A Estalagem do Cavalo Branco” (Munique, 2012).
Foi nomeado mais duas vezes para os Oscars de Melhor Actor (1976 e 1978). Morreu numa clínica de Innsbruck em consequência de uma «doença súbita e grave», segundo informação da sua agente Patricia Baumbauer.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...