segunda-feira, 3 de outubro de 2011




EFEMÉRIDE – Diogo Inácio de Pina Manique, magistrado português, nasceu em 3 de Outubro de 1733. Morreu em 30 de Junho de 1805.


Formado em Leis pela Universidade de Coimbra, ocupou diversos cargos, antes de ser designado Intendente Geral da Polícia. Foi juiz do crime em diversos bairros de Lisboa, Superintendente Geral de Contrabandos e Descaminhos, desembargador da Relação do Porto e desembargador dos Agravos da Casa da Suplicação.


Homem da confiança do Marquês de Pombal, só foi no entanto nomeado Intendente Geral da Polícia depois da sua queda. Acumulou o cargo com os de desembargador dos Agravos da Casa da Suplicação, contador da Fazenda, Superintendente Geral de Contrabandos e Descaminhos e fiscal da Junta de Administração da Companhia Geral de Comércio de Pernambuco e Paraíba. Prosseguiu a obra de reconstrução e modernização de Lisboa, que fora em grande parte realizada pelo Marquês.


Em 1780/1781, começou a funcionar no Castelo de São Jorge, em Lisboa, a Casa Pia, fundada por Pina Manique e destinada inicialmente a recolher mendigos e órfãos. Foi sob instruções suas que se realizou o primeiro recenseamento da população.


Durante o reinado de D. Maria I, a sua acção como Intendente Geral da Polícia orientou-se para a repressão das ideias nascidas da Revolução Francesa, designadamente através da proibição de circulação de livros e publicações, e da perseguição a diversos intelectuais. Com esta política, todos os residentes franceses se tornaram suspeitos. Atacou igualmente a Maçonaria. A pedido de Napoleão Bonaparte, o regente D. João demitiu-o em 14 de Março de 1803. Morreu dois anos depois.

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...